quinta-feira, 29 de março de 2012

Formação: 2º Dia em preparação para JDJ

Tema: O Jovem e a igreja (I Cor 12, 4-20)

“VÓS SOIS O PRESENTE JOVEM DA IGREJA”
(Discurso de Bento XVI no Pacaembu, 2007)
  
Tomando a frase do Papa Bento XVI “Vós sois o presente jovem da igreja”, a palavra ‘presente’ pode ser interpretada em dois contextos. Primeiro como uma visão de estar presente, a presença, o comparecimento de fato do jovem no espaço físico da igreja. Já em uma segunda percepção a palavra presente pode nos remeter, segundo o dicionário a uma dádiva, um presente, aquilo que se oferece a alguém. Se pararmos para refletir ambos significados se completam, quando se fala do tema “O jovem e a igreja”, acredito que o esperado é exatamente a presença física do jovem na igreja sim, mas como alguém que se oferece de coração, como uma dádiva, ou seja, um enviado de Deus para completar o corpo, a igreja de Cristo.
No ano de 2007 o Papa Bento XVI lançou o desafio para os jovens brasileiros, no estádio do Pacaembu, em São Paulo: “A Igreja precisa de vós, como jovens, para manifestar ao mundo o rosto de Jesus Cristo, que se desenha na comunidade cristã. Sem o rosto jovem a Igreja se apresentaria desfigurada.” Somos chamados a ser o rosto de Cristo no mundo. Nossa igreja só será jovem, se a juventude for igreja, e se nos jovens nos reconhecermos como parte fundamental do corpo de Jesus Cristo. A igreja hoje carece de jovens. Uma juventude que queira dar a vida pela evangelização, comprometida com a comunidade cristã, assumindo o papel de rosto caricato de Deus que é vivo na figura da juventude. O Senhor não nos pede gestos e ações impossíveis, mas apenas aquilo que realmente  podemos dar.
Para a nossa alegria , a PJ Rio é corpo de Cristo!



Texto: Aline Barsan

quarta-feira, 28 de março de 2012

ComPJ: Formação em preparação para JDJ



Segundo o subsídio lançado no último dia 27 de março, a Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) apresenta como temas de reflexão: ‘O jovem e Jesus Cristo’, ‘O jovem e a igreja’ e ‘Jovens e sociedade’  Nós enquanto Pastoral da Juventude somos convidados a mergulhar profundamente nesta abordagem. Por isso, durante estes três dias (28,29 e 30/03) que antecedem a JDJ faremos um breve momento de formação e aprofundamento em nossas mídias sociais.


Formação: 1º Dia em preparação para JDJ

Tema: O jovem e Jesus Cristo (Mt 13, 44-47)

“CHEIO DE ALEGRIA, ELE VAI, VENDE TODOS OS SEUS BENS E
COMPRA AQUELE CAMPO” (Mt 13,44)

Este tema nos convida a fazer uma reflexão sobre nós mesmos e sobre a pessoa de Jesus Cristo em nossas vidas. Será que temos uma relação de amizade, companheirismo e de verdadeiro amor com Jesus? Quando se está apaixonado aquele que ama só pensa na pessoa amada e só sabe falar de sua(seu) amada(o). Mas, será que somos jovens apaixonados pela pessoa de Jesus? E se nossa resposta é sim, porque então, que pouco falamos de Jesus para as pessoas ao nosso redor? Ou ainda porque andamos amargurados, desanimados, cabisbaixos e sem brilho no olhar como se vivêssemos em um constante desequilíbrio de amoroso? O amor é contagiante, “alegrai-vos sempre no Senhor”(Fl4,4), nós jovens cristãos somos convidados a depositar toda a nossa alegria em Jesus Cristo, já dizia o beato João Paulo II, idealizador das Jornadas Mundiais da Juventude: “O principal objetivo das Jornadas é fazer a pessoa de Jesus o centro da fé e da vida de cada jovem para que Ele possa ser seu ponto de referência constante e também a inspiração para cada iniciativa e compromisso para a educação das novas gerações.” (Carta de João Paulo II ao Cardeal Eduardo Francisco Pironio na ocasião do Seminário sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, organizado em Czestochowa, Polônia). A nossa alegria deve ser inspiração para outros jovens, é preciso que tomemos a consciência de que Jesus é o nosso tesouro precioso, nos reconhecendo dependentes, e com isso, depositar nossas esperanças e anseios na pessoa de Jesus Cristo, lançando-se em seus braços. “Irmãos e Irmãs: não tenhais medo de acolher Cristo e de aceitar o Seu poder! Não, não tenhais medo! Antes, procurai abrir, melhor, escancarar as portas a Cristo!” Já ressaltava o Papa João Paulo II em sua homilia no início do seu pontificado, a 22 de outubro de 1978. Creio que muitos de nós jovens ainda não havíamos nascido, mas com certeza esta já era a mensagem de Deus para nós no dia de hoje. Contudo somos convidados não apenas a refletir o tema “O Jovem e Jesus Cristo” como se fosse algo distinto e paralelo, mas a assumir em nossas vidas a realidade de “Jovem em Jesus Cristo” reconhecendo Nele o verdadeiro sentido da alegria de nossa existência.

Texto: Aline Barsan

Lançado subsídio para a Jornada Diocesana da Juventude

Para melhor nos prepararmos para a celebração da Jornada Diocesana da Juventude, que acontecerá no dia 31 de março, a Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançou esta semana um subsídio, como auxílio para a reflexão do tema proposto pelo Papa Bento XV.

O subsídio vem como um estimulo aos grupos de jovens a se aprofundarem na temática da JDJ deste ano que é "Alegrai-vos sempre no Senhor". A partir das propostas sugeridas pelo documento espera-se também motivar os jovens a se engajarem no serviço com total despojamento, voltados para a vivencia da unidade na Igreja e reavivar a fé dos jovens desencorajados a viver e testemunhar a alegria de viver em Cristo.

O documento é composto de três encontros que podem ser aplicados nos grupos de jovens que abordam o relacionamento do jovem com Jesus,  refletindo sobre a alegria de se ter a Pessoa e o projeto de Jesus Cristo como referencial primeiro dos projetos de vida de nossos jovens; o jovem e a Igreja, que busca compreender a Igreja como nossa família mais ampla e seu o papel no mundo de hoje; e os jovens e a sociedade, que orienta os jovens para contribuir na construção da “Civilização do Amor”, num mundo baseado nos valores da justiça e da paz. 

O subsidio da Comissão para a Juventude da CNBB encontra- se disponível para  download neste link..


Bento XVI e Jornada Diocesana da Juventude

Nesta terça-feira, dia 27, foi divulgada a mensagem do Papa Bento XVI para o Dia Mundial da Juventude, a ser comemorado no próximo Domingo de Ramos. Ele nos alerta a sermos atentos as ilusões do mundo que nos entorpecem com falsas alegrias ligadas ao consumismo e prazeres imediatos, que encobrem o vazio da alma que só pode ser preenchido pela Fonte da verdadeira alegria.

"Os cristãos são homens e mulheres realmente felizes porque sabem que nunca estão sozinhos, mas estão sempre apoiados pelas mãos de Deus! Cabem, sobretudo, a vocês, jovens discípulos de Cristo, mostrar ao mundo que a fé leva a uma felicidade e uma alegria verdadeira, plena e duradoura”, ressaltou o Santo Papa.


Leia na integra, a mensagem do Papa ao 27º Dia Mundial da Juventude.


Fonte: CNBB e Canção Nova Noticias

segunda-feira, 26 de março de 2012

Juventude de Oração

"Queridos jovens, a felicidade que buscais e a que tendes o direito tem um nome e um rosto: o de Jesus de Nazaré”. A frase proferida pelo Papa Bento XVI motiva os jovens a viverem em Cristo, renovando diariamente a fé. Com essa certeza, a partir desta segunda-feira, 26, até o dia 31 de março, o Portal da Arquidiocese publicará o especial “Juventude de Oração”, em preparação à Jornada Diocesana da Juventude (JDJ), que acontecerá no próximo sábado. As matérias trarão depoimentos de jovens que encontraram em Cristo um verdadeiro caminho de amor e fidelidade.

Integrantes da Pastoral da Juventude no Rio de Janeiro, a coordenadora Arquidiocesana Juliana Fernandes e a coordenadora da comunicação (ComPJ), Anna Carolina Bayer, são exemplos de jovens que caminham junto da Igreja Católica e são referência para outros jovens.


Com 24 anos, Juliana Fernandes contou participar da Igreja desde pequena. A comunidade em que nasceu e cresceu até hoje é a mesma: Capela Jesus Eucaristia, no Vicariato Norte. Mas, segundo ela, que acredita que a Igreja motiva o jovem diariamente a seguir na busca da santidade, o momento em que se lançou ao amor de Deus aconteceu após a crisma.


— O espaço dado à juventude, nas paróquias, nos entusiasma. A confiança que a Igreja coloca em nós nos motiva a buscarmos, a cada dia, a santidade. O Papa Bento XVI, em sua visita ao Brasil em 2007, fez questão de um encontro com a juventude, no qual eu estava. E em seu discurso para milhares de jovens de toda a América Latina, ele fez o seguinte apelo: “não desperdiceis vossa juventude.” (...) Nós, jovens, precisamos manifestar ao mundo a face de Jesus Cristo que está na comunidade cristã, afirmou.

Juliana testemunhou que sente Deus muito próximo de si através de Nossa Senhora:
— A minha conversão se deu e se dá por ela. Assim como a Maria, o Senhor pede o meu sim a cada dia, com a promessa de que Ele fará maravilhas, disse.


 Anna Bayer, de 27 anos, está há 10 anos na Pastoral da Juventude. Sua porta de entrada foi a catequese e, a partir daí, seguiu para a perseverança, a crisma e o grupo jovem:
— Estar na Igreja sempre me preencheu. (...) Meus pais, praticamente se tornaram praticantes para poderem me acompanhar aos domingos nos encontros da catequese e à missa, testemunhou.

Para ela, a vida em comunidade faz "o jovem crescer no Senhor, através daqueles que também o servem". E ser um verdadeiro discípulo de Cristo é buscá-lo em qualquer lugar:
— É ser um jovem como qualquer outro, que sai, que estuda, que vive... Mas sempre levando o exemplo de Cristo por onde passa.




Texto: Raquel Araujo - Portal da Arquidiocese do RJ
Fotos: Arquivo Pessoal e Guilherme Silva

sábado, 24 de março de 2012

Contagem regressiva para a Jornada Diocesana da Juventude


Com muita alegria que a Arquidiocese do Rio convida a juventude carioca a participar de mais um grande evento que antecederá a JMJ Rio 2013 no próximo sábado, dia 31 de março: a Jornada Diocesana da Juventude. 

Em comemoração da Jornada Mundial da Juventude que realizado mundialmente a nível diocesano no Domingo de Ramos, o Setor Juventude Arquidiocesano e o Comitê Organizador Local (COL) da Jornada Mundial da Juventude Rio2013, promoverão este dia com muita música aberto a todos, no bairro de Ipanema.

Com o tema: “Alegrai-vos sempre no Senhor!” (Fl 4, 4), a  JDJ começará as 14h na  Praça Nossa Senhora da Paz, aonde ocorrerá uma ação social promovida Ação de Amor do Cristo Redentor, que conformidade com Campanha da Fraternidade 2012, "Fraternidade e Saúde Pública" oferecerá uma avaliação primária de saúde aos participantes até as 16h. No mesmo local haverá tendas da JMJ Rio 2013 fazendo inscrições e tirando dúvidas sobre o voluntariado e a hospedagem. 

Isto tudo ocorrerá ao som da pickup do DJ Piedade, e logo após às 15h, o bloco Sambadorando continua animando a galera até o inicio da Santa Missa que acontece as 16h.

A celebração será presidida pelo bispo auxiliar do Rio de Janeiro, Dom Nelson Francelino, que conduzirá  a procissão pelas ruas do bairro e pela orla da praia, em companhia da banda God First em um trio eletrico, em direção a Praça Garota de Ipanema no Arpoador, onde será dada continuidade a Santa Missa prevista para encerrar por volta das 19h30.


Logo após a Santa Missa, o evento continua com o show da banda Ministério Amor e Adoração e  fechando a noite, Eliana Ribeiro da Canção Nova.

Veja como chegar no mapa abaixo, organize sua caravana e venha participar deste dia conosco!



quarta-feira, 21 de março de 2012

Tarde de louvor no Vicariato Jacarepaguá


"Alegrai-vos no Senhor" (Fil. 4,4). Sob esse lema será realizado no dia 01 de abril, o Dia Mundial da Juventude, DMJ, momento em que toda a Igreja é convidada a ter um olhar direcionado para o jovem como futuro e continuidade da Comunidade de Deus.

E em comemoração ao DMJ, a paróquia Nossa Senhora de Loreto, do Vicariato Jacarepaguá, irá realizar, às 14h, uma Tarde de Louvor, com a presença do pregador da Canção Nova, Samuel Stênio, que falará a juventude e dividirá com todos seus testemunhos de fé e vivências. O evento contará também com o cantor e animador Tiago Braga.

Para Ana Carolina de Oliveira, coordenadora da PJ da paróquia, essa é uma oportunidade de se aprofundar mais na fé e ter um momento íntimo com Deus. "A Tarde de Louvor está sendo preparada com muito amor! Estamos esperando a todos os jovens com muita alegria", afirma ela.

A paróquia fica situada a Ladeira da Freguesia, s/n - Freguesia/Jacarepaguá.

Localização da paróquia e link do evento no Facebook.

terça-feira, 20 de março de 2012

Campanha de Hospedagem JMJ Rio2013: “Faça Milhões de Amigos”


A campanha de hospedagem da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio2013 invadiu as redes sociais neste final de semana. Com o tema “Faça milhões de amigos”, a imagem escolhida para ilustrar a acolhida do povo carioca é de uma família comum que ganha dois novos membros peregrinos da JMJ.
De acordo com o diretor de criação da agência Scalla Comunicação, responsável pela campanha, Marco Cazumba, a imagem do casal representa o Cristo Redentor, que está de braços abertos para acolher os peregrinos.
O pré-lançamento da campanha foi feito no dia 28 de fevereiro, no Edifício João Paulo II, sede do Comitê Organizador Local (COL) para os coordenadores paroquiais, membros da Pastoral da Comunicação (Pascom) e blogueiros, que receberam a missão de difundir o material através das mídas sociais. A ação de marketing através das redes faz parte da preocupação do COL com o uso de carbono zero.
Segundo a irmã Graça Maria, responsável pelo Setor de Hospedagem, o foco inicial da campanha são as paróquias que ficam no Grande Rio e centro de Niterói. “Nós vamos atingir primeiro a nossa casa. A equipe de hospedagem é o nosso braço direito, braço esquerdo, perna direita e perna esquerda, porque é ela que vai marcar a Jornada pela qualidade de nossa acolhida”, disse.
Para Neite Bertine, a mãe da família que aparece na imagem de divulgação da campanha, é uma emoção e uma responsabilidade muito grande a família dela ser a família da imagem de divulgação: “Todas as pessoas estarão nos olhando como família-modelo, e não temos essa pretensão. A gente quer apenas que as pessoas abram as suas casas para que milhões de jovens possam vir para esse evento, que traz uma felicidade, uma emoção indescritível. Somente participando da Jornada é possível compreender a dimensão que essa campanha traz, acolher pessoas aí na sua casa, numa casa simples, do jeito que for, mas que abra a porta para que a pessoa possa entrar e descansar para, no dia seguinte, tornar a participar com afinco das atividades”, explicou.
A meta da campanha é conseguir 500 mil hospedagens até julho deste ano e 2 milhões até março de 2013. O sistema de distribuição de peregrinos será por grupo linguístico.
Outra preocupação da equipe de hospedagem do COL é com locais de fácil acesso para acolher portadores de necessidades especiais e bispos catequistas, que serão hospedados em áreas próximas de onde serão dadas as catequeses durante a JMJ. Além das casas de famílias, também hospedarão peregrinos e voluntários, instituições militares, paróquias, escolas e universidades católicas, escolas públicas e faculdades particulares não confessionais.
As inscrições para as famílias que desejam participar da acolhida de peregrinos já podem ser feitas pelo site www.rio2013.com/pt/hospedagem. Os coordenadores paroquiais que faltaram às reuniões sobre o sistema de hospedagem da JMJ tiveram um encontro com o COL, no Edifício João Paulo II, na Glória, em 6 de março.
Por Christiane Sales e Renato Francisco

Fonte: JMJ Rio 2013

quarta-feira, 14 de março de 2012

Dom Orani lança o programa JMJ 2013 no Vicariato Jacarepaguá

Na tarde do último domingo, dia 11 de março, foi lançado o programa JMJ Rio 2013, no Vicariato Jacarepaguá, na paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima e Santo Antônio de Lisboa, na Taquara. A Santa Missa foi transmita ao vivo pela Rede Vida.

A celebração foi presidida pelo Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta e concelebrada pelos padres Renato Martins, Jan Kaleta e Luiz Claudio Baraúna. Além dos diáconos Julio Fazolato, Arnaldo Rodrigues e frei Luiz Gonzaga.

Durante a homilia, Dom Orani, chamou atenção para a experiência que toda comunidade Católica do Rio de Janeiro vivenciará em 2013. Caracterizando a JMJ como um grande serviço ao povo de Deus, uma vez que todo o planeta virá ao encontro de Jesus.
Ao final da celebração o diácono Arnaldo, integrante do comitê da jornada, convocou a todos para participar da JMJ explicando que a Jornada não é apenas para os jovens, mas sim para toda a família que reza unida, para todos que guardam em si a juventude. O Diácono apresentou a família que foi fotografada para os cartazes de divulgação para o acolhimento dos peregrinos, dizendo que a Igreja buscou fiéis para ilustrar a campanha e não modelos.


“É preciso que todos os padres tomem consciência do que é a JMJ e, por conseguinte estimular  a todos os fiéis sobre a importância de acolher a jornada e todos os peregrinos. É uma atitude tal qual abrir a porta para o próprio Cristo que bate”, afirmou padre Renato Martins, um dos líderes do comitê organizador da JMJ 2013.

A celebração fez parte do cronograma de preparação para a JMJ e inaugurou o Programa JMJ 2013, que vai ao ar todo domingo, às 15h na Rede Vida. No programa dessa semana será transmitida, às 15h, a Hora da Graça da Juventude também realizada na paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima e Santo Antônio de Lisboa, situada na rua Bacairis, 390 – Taquara.

terça-feira, 13 de março de 2012

Curso de Formação para Lideranças do vicariato Norte (Pajuvin)


Aconteceu no ultimo domingo dia 11-03, na Paróquia Nossa Senhora da Salete no Catumbi, o 1° Módulo do Curso de Formação para Lideranças do vicariato Norte (Pajuvin). O Encontro teve inicio com louvor e café da manhã, e logo após, todos foram convidados a participar da dinâmica da Caça ao Tesouro, momento utilizado para os participantes interagirem uns com os outros, onde foram distribuídas folhas com perguntas pessoais, e todos iam conversando e se conhecendo, enquanto procuravam aqueles que possuíam as características solicitadas no questionário.
O curso apresentou palestras, momentos de Louvor, Deserto (para reflexão da Palavra), e Adoração ao Santíssimo.
A primeira palestra foi apresentada pela Aline Barbosa, coordenadora Arquidiocesana da Pastoral da Juventude. Que falou sobre o tema: Amor de Deus, como Ele nos sustenta, transforma e nos direciona, e para demonstrar esse Amor fez uma dinâmica onde alguns integrantes tiveram seus olhos vendados, uns foram acompanhados por guias sem vendas, responsáveis por proteger e direcionar os participantes, e dois andavam sozinhos pela sala. O Guia representava o Amor de Deus, Aquele que direciona e nos encoraja, e que sem esse Amor sentimos medo em caminhar. 
O Pedro, da Banda Torre de Davi falou sobre Liderança, e a diferença entre ser um Líder, na perspectiva Cristã e Humana. Onde, “O primeiro passo para viver a Fé Cristã Católica é a Humildade”, enquanto que a lógica humana do poder é opressora. E que para um Cristão ser como Jesus é necessário: Vida Sacramental, Vida de Oração e cumprir com o dever de cada dia.
A Patrícia, da Comunidade Pequeno Rebanho falou sobre o que é ser Líder, e que para ser um bom líder é necessário ser Firme, Corajoso e ter Animo (Josué 1, 1-9).
O 1° Módulo do Curso foi encerrado com a Partilha sobre o dia. Após ao encontro, os presentes participaram da Santa Missa na Paróquia Nossa Senhora da Salete. 

quinta-feira, 8 de março de 2012

Elas fizeram a diferença


Saiba mais sobre uma mulher Bíblica: Sara de Abraão


  Deus prometeu a Abraão um filho que daria origem a todo o povo de Israel e Sara foi a mulher escolhida para dar à luz essa criança. Ela era chamada de “mãe de multidões” e vista como o modelo ideal de mulher casada. Sara era estéril e mostrou ter muita fé quando não desistiu de ter o filho que o Senhor lhe prometeu. Ela perseverou na crença e, aos 90 anos, deu à luz Isaque, que era o herdeiro da promessa feita a Abraão.
sara era dedicada ao filho e ao marido que podiam sempre contar com ela, estando ao lado deles em qualquer situação. Acompanhava Abraão em todas as viagens. Sendo fiel a Deus, Sara não desistia fácil das promessas de Deus e procurava sempre fazer as vontades d’Ele. Recebia as pessoas em casa com felicidade e as servia com prazer.
Sara é um grande exemplo a ser seguido. Seja você também confiante em Deus e nas promessas d’Ele. Não desista dos seus sonhos. Coloque sua família em primeiro lugar, seja companheira (o) e procure ter os mesmos objetivos que o seu marido (esposa), trazendo harmonia pro seu lar.

Texto: Dayana Gomes (Foranea- Vicariato norte)

A Rainha Ester salva seu povo

“Concede-me a vida, eis o meu pedido; salva meu povo, eis o meu desejo.”
  Na cidade de Susa houve um rei muito poderoso que comandava vinte e sete províncias. No terceiro ano de seu reinado o rei Assueiro fez uma grande festa, onde estavam presentes os chefes do exército dos persas e medos, príncipes, governantes de suas províncias e todo o povo. A intenção do rei era manifestar sua riqueza e o esplendor de seu reino. Como era de costume as mulheres se recolhiam em um banquete a parte, como se não bastasse o rei um pouco embriagado mandou que trouxessem a rainha Vasti para que pudesse mostrar ao povo e aos grandes a beleza de sua rainha. Mas a rainha recusou-se, provocando a ira do rei. Mas tarde o rei condenou a rainha ao desprezo e resolveu confiar o título de rainha a outra mulher que fosse mais digna. Mas tarde este título foi concedido a Ester, a escolhida do rei, filha adotiva de Mardoqueu após a morte de seus pais, a jovem da tribo de Benjamim fato mantido em segredo por ordens de seu pai adotivo, de aspecto agradável conquistou o amor do rei mais do que a todas as outras mulheres. Ester então assume o diadema real em lugar de Vasti a antiga rainha.
Havia no templo um homem chamado Amã a quem o rei deu-lhe um alto posto, onde todos deviam obediência ,dobravam os joelhos e prostravam-se diante dele. Mas apenas Mardoqueu se recusava a reverenciá-lo. Dotado de grande raiva e sentimento de vingança sobre o consentimento do rei, Amã resolve exterminar não só Mardoqueu mais toda a nação de judeus do reino de Assueiro. Mardoqueu então pedi a intervenção da rainha Ester. A rainha prepara um belo banquete para o rei, e é recebida por ele com tamanha graça que o rei estende seu cetro de outro que tinha na mão e declara a sua amada: “Qual é teu pedido rainha Ester? Será atendido. Que é que desejas? Fosse mesmo a metade de meu reino, tu obterias”. A rainha respondeu: “Se achei graça a teus olhos, ó rei, e se ao rei lhe parece bem, concede-me a vida, eis o meu pedido; salva meu povo, eis o meu desejo...” Eis que o coração do rei comoveu-se com o pedido de sua rainha e ele atendeu-a livrando os judeus do extermínio.

  Pode-se tirar desta leitura 3 reflexões a respeito de Ester : sua simplicidade, obediência e humildade. Ester era uma jovem simples, e quando confinada aos aposentos no templo, não exigiu nenhuma regalia aos eunucos (empregados do rei responsáveis por cuidar das mulheres), aceitava somente o que lhe era dado, e por isso, foi bem vista por todos no templo; O segundo ensinamento que podemos tirar de Ester é que em nenhum momento ela foi desobediente ao seu pai, Mardoqueu avia ordenado que ela não dissesse sua origem a ninguém da realiza , e assim ela fez, mantendo-se fiel a seu pai até o ultimo estante, que por ordem de seu pai revelou-se ao rei para que pudesse intervir por seu povo. Quantas vezes Deus também nos pede para que nos calemos, para que no momento certo possamos nos revelar em defesa de nossa origem, em defesa do povo de Deus, os escolhidos do Senhor; A terceira reflexão sobre a pessoa de Ester que podemos refletir é a respeito de sua humildade, em momento algum Ester exigiu a libertação de seu povo, ele clama, pede, ao rei, prepará-o, a palavra diz que ela jejuou e deu ordem para que seu povo também jejua-se antes do banquete que ofereceria ao rei. Assim também nós devemos ser, humildes a ponto de reconhecermos necessitados da graça de Deus e colocando-nos em oração para que possamos ser purificados de nossos pecados. E assim, pelo intercessão de Ester e a manifestação da graça de Deus o rei concedeu a liberdade aos judeus. Que possamos ter as virtudes de Ester enraizadas em nós.

Texto: Aline Barsan


Maria Madalena

 Maria Madalena nasceu em Mágdala, na Galileia, e teve uma participação importantíssima na passagem de Jesus pela Terra. Após ter sido curada pelo Senhor, da qual foram expulsos sete demônios. Ela foi perdoada publicamente, Jesus a tomou como exemplo de que seu Pai acolhia a todos, desde que chegassem ao arrependimento. 
"Os doze estavam com ele, e também mulheres que tinham sido curadas de espíritos maus e de doenças. Maria, dita de Mágdala, da qual haviam saído sete demônios..." (Lc 8,1-2). 
Após ter sido curada por Jesus, Madalena coloca-se a serviço do Reino de Deus, fazendo um caminho de discipulado, seguindo a Nosso Senhor no amor e no serviço. E este amor de Maria Madalena levou-a até o momento mais difícil da vida e da missão de Nosso Senhor, o Calvário, permanecendo ao lado d'Ele até o fim. 
"Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe e a irmã de sua mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena" (Jo 19,25). 
Foi a escolhida para ser a primeira testemunha da ressurreição.
"Então, Jesus falou: 'Maria!' Ela voltou-se e exclamou, em hebraico: 'Rabûni!' (que quer dizer: Mestre)" (Jo 20,16).
A liturgia bizantina celebra-a como “Apóstola dos Apóstolos”, para que continue a sua missão de anunciar a ressurreição do Senhor no seu rito apostólico. Festejada no dia 22 de julho, santa Maria Madalena tornou-se a padroeira de muitas ordens religiosas, sendo venerada até mesmo pelos padres predicadores. Ela estava ao lado de Maria quando da crucificação do Senhor e, na madrugada da Páscoa, era tanta a saudade que sentia de Jesus que foi chorar à porta do sepulcro. De repente, ouviu a voz, que jamais esqueceria, chamar seu nome. Assim, as profecias cumpriram-se diante de seus olhos. Jesus ressuscitara!
Existe uma tradição de que Maria Madalena, juntamente com a Virgem Maria e o Apóstolo João, foi evangelizar em Éfeso, onde depois veio a falecer.


A mulher Adúltera (Jo 8, 1-11)


"Quem de vós estiver sem pecado, seja o primeiro a lhe atirar a pedra"
Jesus dirigia-se para o monte das Oliveiras como de costume.
Pela manhã voltou ao templo e todo o povo voltou-se a Ele. Jesus sentou e começou a ensiná-los. Os escribas e fariseus trouxe até Jesus uma mulher que foi pega em adultério. Segundo a lei da época, era costume apedrejar as mulheres adulteras. No entanto, Jesus ouvindo as acusações incli
nando-se para fr
ente começou a escrever com os dedos na terra do chão. Como os homens revestidos e ira, insistiam em resmungar contra a mulher, pois os fariseus e os escrivas esperavam uma
resposta negativa de Jesus diante daquela situação. Jesus estão lhes diz: "Quem de vós estiver sem pecado, seja o primeiro a lhe atirar a pedra." No mesmo instante, os homens foram se afastando, e a mulher viu-se sozinha diante de jesus. A mulher ainda receosa, estendeu seu olhar atento as palavras que Ele as dirigia: "Mulher, onde estão os que te acusavam? Ninguém te condenou?"

Respondeu lhe ela: "Ninguém, Senhor." Então, o Senhor disse a ela a mais lindas das palavras: "Nem eu te condeno. Vai e não tornes a pecar."

Este texto nos faz reconhecer o quanto somos vulneráveis diante das acusações do mundo, o tempo todos somos agredidos por palavras, ações, pelas nossas fragilidades,e assim, como a mulher Adúltera, nos encontramos caídos literalmente no chão, indefesos e a espera da condenação. É justamente nestes momentos que somos surpreendidos pela misericórdia do Senhor. Um Deus que não nos condena, mas primeiramente nos ama e acolhe-nos de todo cor
ação. Jesus é a certeza de que não estamos desamparados. É justamente nos momentos em que nos sentimos mais humilhados que o Pai se revela. Que tenhamos um olhar mais ampla e uma fé mais sólida porque há um Deus que se coloca diante de nós e ao se revelar muda a nossa história.
Você quer mudar a sua história? Deixe que o Senhor se revele na sua vida!


Texto: Gabriela Soares (voluntária DNJ-Compj)

domingo, 4 de março de 2012

Encontro de Formação do Vicariato Suburbano


Neste domingo aconteceu na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, na Pavuna, o Encontro de Formação da Pastoral da Juventude do Vicariato Suburbano. Neste encontro reuniu-se os jovens da 1º, 2ª e 3ª Forania que revisaram em conjunto a ação da PJ no cotidiano, tanto na Igreja quanto na sociedade.

Foram abordados neste encontro a espiritualidade, as dificuldades da implantação e a metodologia utilizada nos grupos, além da partilha da experiência entre os presentes da PJ em suas comunidades.

Para Ariane de Souza, coordenadora do crisma da paróquia acolhedora deste encontro, participar deste manhã de formação é importante aprender para melhorar sua atuação com a juventude, aproveitando este tempo de preparação para JMJ para incentivar a renovação da fé gerando mudanças positivas na nossa juventude.

Para quem não pode comparecer neste encontro, haverá duas novas oportunidades nos dias 11, na Paroquia Nossa Senhora das Graças, em Marechal Hermes e 18 de Março na Paroquia da São Jorge, em Quintino.

Texto: Erica Luz
Colaboração: Lígia Luz


Siga-nos!!!