quarta-feira, 24 de outubro de 2012

DNJ: “Venham conosco ao encontro da vida, que é Cristo”



Por Raphael Freire, Portal da Arquidiocese






Inspirados pelo Ano da Fé e faltando menos de 275 dias para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013), os jovens do Rio de Janeiro celebraram neste domingo, 21 de outubro, no Parque Madureira, o Dia Nacional da Juventude (DNJ) 2012. O evento marca o período de preparação para a grande peregrinação da juventude mundial com o Papa Bento XVI em julho de 2013 e trouxe como reflexão para os jovens cariocas o tema: "Juventude e Vida" e o lema "Que vida vale a pena ser vivida?".

Em sua 27ª edição na cidade, o DNJ é uma iniciativa da Arquidiocese do Rio, através do Setor Juventude com promoção do Comitê Organizador Local (COL) da JMJ Rio2013. Conhecido por ocupar diversos espaços como a Estação Leopoldina e a Cidade do Samba, o DNJ chegou ao Vicariato Suburbano, mais precisamente ao bairro de Madureira, para que todos os jovens da Igreja no Rio testemunhassem seu estado permanente de missão através da oração, adoração e formação, neste período em que o Papa Bento XVI pede para que os fiéis aprofundem cada vez mais a sua fé.

— Realizar o DNJ aqui no Parque Madureira para nós é uma grande alegria porque estamos ocupando um espaço que também pode ser usado por nós, logo, isso nos traz bastante satisfação até porque é uma forma também de movimentarmos o nosso Vicariato com um espaço tão bacana que já nos foi cedido, já está aqui e que, graças a Deus, a Igreja Católica pode utilizar também, contou o Vigário Episcopal do Vicariato Suburbano, Padre Nivaldo Alves dos Anjos Júnior.

Durante a manhã deste domingo, os termômetros em Madureira marcavam 35º, porém, nem mesmo a temperatura escaldante desanimou os jovens que rezaram, louvaram, dançaram e testemunharam, num belo dia de sol, qual a vida que vale apena ser vivida. O Movimento Comunhão e Libertação abriu o encontro com a oração das Laudes e, em seguida, os articuladores do Setor Juventude acolheram todos os presentes. Pedindo a intercessão de Maria, a juventude carioca acolheu a Imagem de Nossa Senhora da Penha e, logo após, a banda “Filhos do Céu” animou não só os jovens, mas também crianças, adultos e idosos que participam do DNJ, com músicas cristãs em ritmo de samba e pagode.

O Fundador da Comunidade Pequeno Rebanho, Alexandre Bastos, dirigiu a pregação da manhã e destacou diversos elementos sobre o tema do evento: “Juventude e Vida”. De acordo com o pregador, Deus e a Igreja confiam na juventude, olham para os jovens e veem um exército de amor, de evangelização, um exército missionário.

— A importância de falar para os jovens sobre este tema é o fato dele ser escolhido e direcionado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). É a própria Igreja cuidando do jovem, então pregar isso é desafiador, mas ao mesmo tempo estou certo de que Deus chama o jovem para que ele escolha aquilo que a vida plena. Jesus é a nossa escolha de vida plena e quer que os jovens estejam com Ele, basta que os jovens escolham também estar com Jesus, afirmou Alexandre.

Com seu carisma, o Bispo Auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro e Animador do Setor Juventude, Dom Antonio Augusto Dias Duarte, conduziu a Adoração ao Santíssimo Sacramento e emocionou todos os jovens ao dizer que Deus sente saudades de cada ser humano e, por isso, quer e deseja tê-los sempre por perto.

— Cada um de nós aqui neste parque, cada indivíduo desta Arquidiocese, cada ser humano espalhado pelo mundo, é um motivo pelo qual o Senhor não aguentou ficar no céu e quis vir para terra. Ele estava com saudades de nós, saudades de encontrar com os jovens. Dizem que esta palavra, saudade, só existe no Brasil e quando eu digo que Jesus tem saudade de nós quero dizer que Ele sente saudades de você que está aqui, da sua presença, dos seus encontros, das suas palavras, suas confidências, seus choros, da sua cabeça encostada no ombro D’Ele... Então a vida que vale a pena ser vivida é a vida que mata as saudades de Cristo. Que não deixemos Ele com tantas saudades e que matemos as saudades de Deus hoje, amanhã e sempre, disse Dom Antonio aos jovens no momento da Adoração.

O Bispo ressaltou ainda a importância do DNJ na preparação da Jornada Mundial da Juventude e afirmou que a Igreja vem mostrar que os jovens não querem uma vida de violência, drogas, bebidas e sexo, que os jovens não querem uma vida material e cheia de consumismo.

— Nós estamos aqui em pleno DNJ com um lema muito concreto – "Que vida vale a pena ser vivida?". Os jovens querem uma vida mais profunda. Querem a plenitude da vida e essa plenitude eles estão procurando onde sabem que podem encontrar que é em Jesus Cristo. Neste ano de 2012, em que estamos em plena preparação para a JMJ Rio2013, esse tema torna-se o trampolim que nós estávamos precisando para convidar todos os jovens a participar da Jornada Mundial da Juventude porque ali eles vão se encontrar com Cristo, ali eles terão a experiência de ver milhões de pessoas com a mesma idade, com os mesmos problemas, com os mesmos ideais de vida se reunindo, se agrupando para poder ter um encontro muito especial com Jesus Cristo, pois ele é o caminho, a verdade e a vida da nossa vida. Penso que esse Dia Nacional da Juventude é um prenúncio do que os jovens estão querendo dizer à sociedade: venham conosco ao encontro da vida que é Cristo, ressaltou.

O cantor Alysson Castro, que conduziu a música no momento da Adoração, recordou com carinho dos anos em que apresentou o DNJ no Rio de Janeiro.

— Esse é um dia muito legal e eu fico muito feliz de ver essa multidão de jovens aqui. Eu que já tive a oportunidade de apresentar o DNJ há alguns anos atrás, porque fazia parte da juventude de Jacarepaguá, hoje me orgulhoso de poder contribuir com a música e com a oração neste momento de Adoração. O dia de hoje verdadeiramente é só uma prévia do que será a JMJ Rio2013 no próximo ano, pontuou.

Também foram realizadas simultaneamente, durante todo o dia, palestras com os temas: afetividade e sexualidade (Comunidade Pequeno Rebanho); a juventude quer viver (Pastoral da Juventude); querigma (Ministério Jovem); e aborto (Pró-Vida). Além das exposições sobre cada tema, o DNJ contou ainda com a participação dos DJs da Cristoteca, que colocou todos os presentes pra dançar. Já no início da tarde, o Reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar Raposo se apresentou junto com a banda Cristo Redentor.

— A juventude mundial é a prioridade da Igreja, e todos nós estamos voltados para esta realidade. Logo, a preparação da banda Cristo Redentor está sendo intensa nos ensaios, porque sabemos da importância desta missão que é fazer discípulos jovens. O Padre Omar tem se dedicado incansávelmente na divulgação da JMJ Rio2013 no Brasil e no mundo, o que nos honra muito tê-lo cantando conosco para esta galera do DNJ. O convite foi recebido com muito carinho e alegria, pois os jovens são a primavera da Igreja e estamos preparando um show maravilhoso para eles, afirmou o Produtor Musical, Paulo Lima.

Com brados que diziam: “Dom Orani, está no coração da juventude!”, o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, foi acolhido e recebido com grande carinho pelos jovens, no Parque Madureira. Em um dia repleto de motivações e intenções para celebrar a Eucaristia, o Arcebispo falou sobre a providência e a graça de realizar o DNJ 2012 na mesma data em que a Igreja celebra o Dia Mundial das Missões.

— Hoje nós temos várias motivações importantes para celebrar. Temos o Dia Mundial das Missões, o Dia Nacional de Valorização da Família, o Ano da Fé, a Hora do Rosário, a preocupação com a vida das pessoas e o Dia Nacional da Juventude. Celebrar o DNJ na mesma data do Dia Mundial das Missões é de uma importância enorme para o jovem porque o tema da JMJ Rio2013 é missionário: “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28, 19), então celebrar o DNJ no Dia das Missões é uma boa preparação para a JMJ Rio2013 que pretende ser missionária, destacou.

Referindo-se as dificuldades do dia a dia, a falta de valores e aos desafios atuais que o mundo impõe aos cidadãos, durante a homilia Dom Orani disse que os jovens, por graça de Deus, são capazes de transformar o mundo. De acordo com o Arcebispo, a juventude é chamada a enfrentar as situações sendo servidora e dando a vida pelos irmãos e irmãs.

— O Senhor nos convida a servir os irmãos não com esta mentalidade imposta pelo mundo, mas com outra lógica, com outro jeito de pensar. Esse Jesus Cristo que deu a vida por todos nós nos mostra que também podemos fazer diferente, colocando-se a serviço dos outros. Tenho certeza que os jovens ao saberem qual a vida que vale a pena ser vivida serão um grande sinal de que esta vida começa quando nós nos colocamos a serviço uns dos outros, exortou Dom Orani.

Após a Celebração Eucarística, que foi transmitida ao vivo pela WebTV Redentor e pela Rede Vida de Televisão, a banda Frutos de Medjugorje se apresentou no DNJ, que foi encerrado com a Oração do Ângelus. Durante todo o dia, o Setor Juventude distribuiu para os jovens exemplares do YouCat – Catecismo Jovem, doado pela “Ajuda à Igreja que Sofre” (AIS).

Grafite, pista de skate, caricaturas, tecnologia de jogos e curiosidades no DNJ Rio

O DNJ foi repleto de atividades. Além da programação no palco principal e das oficinas de formação, os jovens ainda puderam se divertir com os instrutores de skate, os caricaturistas, os dançarinos do hip hop, a galera do grafite e do malabares e ainda com os jogos da escola de computação Seven.

Durante todo o dia, Pedro, do Grupo Jovem Kairós e Cojofa, e Gledson, da Comunidade Pequeno Rebanho, surpreenderam a todos com a arte do grafite. Não só os participantes do DNJ, mas todos os visitantes e frequentadores do Parque Madureira não resistiam e paravam para olhar e contemplar a mensagem que os jovens expressaram, através do grafite, no Dia Nacional da Juventude.

A jovem Susana Folena, 17 anos, do Vicariato Leopoldina, contou um pouco da experiência de ter participado das aulas na pista de skate.

— Cheguei com muita vontade de participar das aulas e andar só que eu não tenho skate, até que vi o instrutor ensinando o pessoal e resolvi pedir o skate dele emprestado. Foi muito legal... Já tinha andando algumas vezes e fiz o básico que é o que eu sei fazer, sem muitas aventuras. É a primeira vez que eu venho ao DNJ e quando fiquei sabendo que teria pista de skate e grafite eu vi que não poderia perder por nada, sem falar nas outras oficinas e atrações, disse Susana.

Já Raiane Paiva, 18 anos, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição e São Justino, em Parada de Lucas, aceitou o desafio de ter sua imagem representada numa caricatura e ficou muito feliz com o resultado.

— Eu pensei que o caricaturista fosse realçar os meus olhos e a minha boca, que são as partes maiores do meu rosto, mas ele acabou realçando as partes mais discretas que são o meu nariz e o contorno do meu rosto, o que eu achei bastante interessante. Gostei muito, contou.
No espaço das tendas, a escola de computação Seven trouxe para a juventude carioca um stand de entretenimento que mostrou a tecnologia, o desenvolvimento e a modelagem 3D de alguns jogos. Além disso, a escola ainda realizou o sorteio de um vídeo game e de diversas bolsas de estudo.

Um grupo bem curioso também chamou muito a atenção durante todo o Dia Nacional da Juventude, no Parque Madureira. Mascarados e vestidos de forma irreverente, o Ministério da Alegria, “Voz do Silêncio”, animou e contagiou a todos. E o mais inusitado: fizeram isso sem pronunciar uma só palavra. E nem adiantou insistir, eles não falaram de maneira alguma. Nem mesmo o repórter foi exceção e a entrevista foi toda realizada através de mímicas e sinais.

*Colaboração: Comunicação Pastoral da Juventude (COMPJ)
*Fotos: Carlos Moioli e COMPJ

domingo, 21 de outubro de 2012

Oficina da Pastoral da Juventude, tema: A juventude quer viver!

Nas tendas com palestras, a galera foi recebida com bastante animação. A primeira oficina do dia, organizada pela Pastoral da Juventude/ Rio teve como tema "A juventude quer viver" e foi conduzida pelos seguintes jovens: Leda, coordenadora da 2ª forania do vicariato Leopoldina, Leandro Mello, coordenador do Vicariato Suburbano e Felipe Eduardo, coordenador do Vicariato Jacarepaguá.
Foi aborado o tema do DNJ 2012, sobre a vida que a juventude está vivendo atualmente, bem como os direitos humanos e violência.

Desenvolveu-se um super bate-papo nesta oficina com os jovens presentes, onde os mesmos foram estimulados a participar ativamente discutindo sobre questões inerentes ao tema e convidados a marcarem os seus bairros e o que acontece nele que degrada a juventude.

A palestra foi finalizada mostrando os sonhos que todos nós temos para a juventude e com a partilha do ideal de que a mesma deve estar inserida na política e possuir acesso à cultura, para que esses sonhos tornem-se uma realidade para os jovens nos dias de hoje.

Por Renata Oliveira - Comunicação.

OFICINA DE AFETIVIDADE E SEXUALIDADE

Houve uma oficina sobre afetividade e sexualidade na tenda de palestras na tarde no DNJ.
No intuito de informar mais os participantes do evento sobre estes assuntos tão presentes na nossa caminhada . Por isso a Comunidade Pequeno Rebanho nos trouxe uma palestra que nos motiva sempre a estar perto de Jesus. A oficina foi muito produtiva, onde a palestrante Andréa Rocha teve uma grande interatividade com os jovens.

É a presença forte da arte no DNJ: Caricaturas

Veja a entrevista realizada com uma jovem no momento em que ela aceitou o desafio de ter sua imagem representada numa caricatura:

Raiane Paiva, 18 anos - Paróquia Nossa Senhora da Conceição e São Justino.

Entrevistador - Qual era a sua expectativa para a sua própria caricatura?

Raiane - Eu pensei que ele fosse realçar os meus olhos e a minha boca, que são as partes maiores do meu rosto. Mas, ele acabou realçando as partes mais discretas que são: o meu nariz e o contorno do meu rosto, o que eu achei bastante interessante. Gostei muito!

Entrevistador - O que você achou das técnicas e do tempo realziado para a caricatura?

Raiane - O tempo foi curti, ele reparou bem nos detalhes e foi bastante caprichoso.

Entrevistador - É a primeira vez que você veio ao DNJ? O que você está achando do evento?

Raiane - Não, já é a 2º, ano passado eu também fui. Estou achando bem legal, apesar de estar bastante quente, risos.

Entrevistador - O que mais está te chamando a atenção nesse DNJ?

Raiane - O lugar! É bem grande e confortável de se ficar. Uma ótima área de lazer.

E no palco do DNJ 2012 : BANDA FILHOS DO CÉU

 
 Neste 1º momento do DNJ , tivemos a animação da Banda Filhos do céu. Cristiano ( um dos vocalistas da banda) diz: " É um prazer pros músicos ver esses jovens adorando a cristo, e o intuito é esse." e diz também que a JMJ é surpreendente pois é um evento que muda vidas!
 A banda filhos do céu, começou apartir do Grupo jovem  Filhos do céu , na capela Nossa Senhora Aparecida em Jacarépagua e a 3 anos resolveram fazer essa banda que mistura o samba e o axé para louvar ao senhor. Cristiano termina dizendo aos jovens: Sejam imagem de cristo no dia-a-dia.

DNJ também é Arte

 
 
 
Durante todo o dia, Pedro  Grupo Jovem Kairos e Cojofa- Vicariato Leolpodina) e Gledson (Com. Pequeno Rebanho) surpreenderam a todos com sua arte. Quem passava por eles, não resistia em olhar e com muito criatividade e talento, os jovens imprimiram sua marca no DNJ através do grafite. E o reporter não resistiiu e tambem quis deicar sua marca, ou melhor, quase destruiu a obra dos talentosos grafiteiros.




 



Por Nathália COMPJ

A escola de computação Seven no espaço das tendas no DNJ durante o evento vem como um stand de  entretenimento que mostra a tecnologia de jogos. Seu desenvolvimento e também modelagem 3d. A Seven sempre marcando presença em eventos como Halleluya, e também agora no DNJ! E mais está fazendo um sorteio de um super video Game e sorteios de vagas nas escolas.

Curiosidades do DNJ


 

Um grupo vem chamando a atenção por aqui, mascarados e vestidos de forma irreverente, o Ministério da Alegria “ Voz do Silêncio” tem animado e contagiado a todos. E o mais inusitado: fazem isso sem pronunciar uma só palavra.
E nem adianta insistir, eles não falam de maneira alguma! Nem mesmo o repórter foi exceção. A entrevista foi toda realizada através de mímicas e sinais.

Por Felipe Fernandes COMPJ

Pista de Skate no DNJ 2012





Por Anderson COMPJ

Susana Folena (17 anos) e Giulia Folena(15 anos) - Vicariato Leopoldina

Repórter: Como sua chegada aqui na pista de skate?

Susana: Bom, eu cheguei com muita vontade de andar de skate, só que eu não tenho, mas ai eu vi o instrutor ensinando o pessoal e resolvi pedir o skate dele emprestado.

Repórter: Como foi sua ''pequena aventura'' de andar de skate aqui?

Susana: Foi legal! Já tinha andando algumas vezes, fiz o básico, que é o que eu sei fazer.. (risos), sem muitas aventuras.

Repórter: Em relação ao DNJ, é a 1º vez que você vem? E as suas expectativas em relação a ele?

Susana: É a primeira vez que venho, e vim com bastante expectativa. Quando fiquei sabendo que teria pista de skate e grafite eu vi que não poderia perder por nada, sem falar nas outras oficinas e atrações.

DNJ 2012 no Parque Madureira


 


O DNJ 2012, que está sendo apresentado pelos jovens Mariá (Movimento Focolares) e Júnior (Patoral da Juventude) começou embalado por muita música e animação. Em seguida, os jovens do Movimento Comunhão e Libertação rezaram a Liturgia das Horas. Carlos Miranda, Natasha Gasparelli, Mariana Gomes e Bruno Mintz começaram com a Oração do Angelus e depois as Laudes, uma oração cantada com reto tom.
 
Por Felipe COMPJ

 

Está Acontecendo no DNJ 2012

Por Laís COMPJ

Hoje no DNJ temos a presença da J.A.M que fizeram a entrada da Nossa Senhora.
A JAM é uma associação de jovens consagrados, que uma vez ao ano fazem um retiro espiritual para a renovação de votos, que foi fundado por alguns congregados, o mais marcante foi o Padre Dutra, um sacerdote Jesuíta que buscava a renovação da congregação. O JAM é importante para a igreja pois nos mostra que a igreja esta viva!



Chegada ao DNJ 2012 - Parque Madureira

Por Yure COMPJ




Um dos primeiros onibus a chegar foi o da paróquia Santo Antonio, de Quitungo, pertencente ao vicariato Leopoldina. Acompanhados do Diácono Michel, os jovens já demonstravam toda sua empolgação.




Vindos da Paróquia Nossa Senhora do Loreto, Freguesia -  Vicariato Jacarepaguá, jovens como Raquel de 19 anos e Thiago de 16, foram convidados ao DNJ pelos anúncios paróquias através do Padre Sebastião. Transpareciam alegria de poder confraternizar pela primeira vez no DNJ!



A animação com que chegaram todos da Juventude Mariana, vindos de Ricardo de Albuquerque, foi incrível. Alguns jovens demonstraram a ansiedade de poder participar deste grande dia de música, oração e reflexão que é o DNJ!



Um pouco tímidas mas bastante animadas, chegaram as jovens da Paróquia Nossa Senhora da Apresentação, não era polca a empolgação delas!

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Semana On-Line: Faltam 2 dias para o DNJ 2012

Por Aline Barsan



    Que vida vale a pena ser vivida? Este é o tema do DNJ (Dia Nacional da Juventude) 2012 e para explorar melhor sobre este assunto, a Compj, a equipe de comunicação da Pastoral da Juventude realizou pelo segundo ano consecutivo a Semana On-line que contou com fóruns via Fanpage e reportagens especiais. Faltando apenas 2 dias para o evento mais esperado do ano. O local escolhido para a realização do evento foi o Parque Madureira, propriedade de órgão público, com excelente área, ampla aberta, ótima infra-estrutura: muito verde, lago, espaço para lazer e esportes radicais, pistas de skates, quadras, espaço para caminhada e ciclismo, e ainda, possui um prédio com acesso a internet, conhecido como "Nave do Conhecimento". O local fica no subúrbio do Rio e é a principal ponto de encontro entre jovens dá área. Foi pensando em promover a união dos jovens que o Setor Juventude escolhe o Parque Madureira para sediar o DNJ 2012.

    A ansiedade é tanta que nós da Compj já estamos vivenciando o DNJ, dede segunda(19/10/12) com o 1º dia da Semana On-line, a programação de ontem contou com um Fórum vis Fanpage, onde muitos jovens que já em clima de DNJ participaram de um bate-papo sobre o assunto: Qual vida vale a pena ser vivida? Aline Pessôa, coordenadora do Vicariato Leopoldina defende a postura do jovem como conhecedor da sua realidade social e cultural. Reiterando que o mesmo deve ter um olhar crítico sobre seu cotidiano, que assim, passem a ser protagonistas da própria história e construtores da civilização do amor.  
"A vida vale apena ser vivida" quando percebemos o nosso papel no mundo. Deus nos criou para um fim e só seremos felizes quando realmente percebermos quais são os pensamentos de Deus para nossa vida.

Não fique de fora dessa, dia 21 de outubro, a partir das 9 horas você tem destino certo: DNJ 2012, no Parque Madureira!

Confira a programação do que vai rolar no evento:









quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Semana On-line abre o tema: Que vida vale a pena ser vivida?

Por Aline Barsan




   A pastoral da Juventude Rio iniciou nesta segunda feira(15/10/2012) a semana On-line para discutir a pergunta: " Qual vida vale a pena ser vivida?", tema do DNJ( Dia nacional da Juventude) de 2012. O evento anual, organizado organizado este ano pelo Setor Juventude, vem atraído muitos jovens, na sua última edições contou com cerca de  6 mil jovens. Este ano os organizadores pretendem dobrar este número de participantes, já que será em um lugar público e recém inaugurado, no famoso Parque Madureira, localizado no subúrbio do Rio de Janeiro. Será no próximo domingo, dia 21 de outubro, a partir das 9 da manhã. 

A Compj (equipe de Comunicação da Pastoral da Juventude) iniciou a semana On-line com o intuito de explorar melhor o tema do DNJ entre a própria pastoral e os movimentos jovens espalhados na nossa igreja.

   A programação da Semana On-line contou ontem (16/10/2012) com um fórum via Fanpaje, organizado pela PJ, entre 20:00 e 21:00 horas os internautas discutiram sobre a grandes dificuldade em expressar a verdadeira vida que é Cristo na realidade de hoje tão manchada pelo pecado, e assim como diz a palavra de  Deus: "o salário do pecado é a morte" Rm 6, 23. E nós, enquanto jovens, o que estamos fazendo para mudar esta realidade em nossas vidas e na vida dos outros? O internauta Robert Jeferson nos remete a refletir sobre a Parábola do homem rico, até onde vai a nossa fé? " Vale a pena deixar tudo para seguir o senhor?" diz ele. Mas , e na prática isso realmente acontece? Sigamos o exemplo de São Francisco, como ele mesmo dizia: "Renuncio a tudo para estar com O TUDO", assim, nós também somos chamados a estar com O TUDO que é Jesus, aquele que é "o caminho a verdade e a vida" Jo 14, 6. Que a exemplo de São Francisco possamos, viver a obediência, a caridade e a pobreza de coração.

   Não deixe de participar da nossa Semana On-line, amanhã( 18/10/201) teremos outro fórum na Fanpaje da PJ, então, "porque a sua vida vale a pena ser vivida?". Compartilhe conosco sua experiência, a realidade do seu grupo, sus história de conversão. Nãos é esqueça amanhã, quinta-feira, a partir das 20 horas acesse: http://www.facebook.com/pjuventuderio .


Confira agora a opinião do Jefferson de qual vida vale a apena ser vivida!




Confira nossa programação da Semana On-line!


segunda-feira, 15 de outubro de 2012

DNJ 2012: "Que vida vale a pena ser vivida?"




Inspirados pelo Ano da Fé e cada vez mais próximos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013), os jovens do Rio de Janeiro se preparam para participar de mais um evento que marcará o período de preparação para a grande peregrinação da juventude mundial com o Papa Bento XVI. No próximo domingo, dia 21 de outubro, a partir das 9h, será realizado, no Parque Madureira, o Dia Nacional da Juventude (DNJ) 2012.

O evento, que está em sua 27ª edição na cidade, é uma iniciativa da Arquidiocese do Rio, através do Setor Juventude com promoção do Comitê Organizador Local (COL) da JMJ Rio2013. Conhecido por ocupar diversos espaços como a Estação Leopoldina e a Cidade do Samba, o DNJ chega ao Vicariato Suburbano, mais precisamente ao bairro de Madureira, para que todos os jovens da Igreja no Rio testemunhem seu estado permanente de missão através da oração, adoração e formação, neste período em que o Papa Bento XVI pede para que os fiéis aprofundem cada vez mais a sua fé.

— Este ano resolvemos realizar o DNJ no Parque Madureira pra sairmos dos muros e estarmos no meio ao povo. Teremos evangelização para jovens e crianças em todo o parque, confissão e aconselhamento, e uma tenda com Jesus Sacramentado para adoração. A grande novidade deste ano são os instrutores de skate que durante todo o período da manhã ficarão nas pistas com os jovens, contou uma das articuladoras do Setor Juventude, Juliana Fernandes.


O tema do DNJ deste ano, que foi escolhido pelos membros da Coordenação Nacional de Pastoral Juvenil – formada por jovens de pastorais, movimentos, congregações e novas comunidades que atuam com a juventude –, é "Juventude e Vida" e o lema "Que vida vale a pena ser vivida?". Segundo um dos assessores da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, Padre Antônio Ramos do Prado, a construção do subsídio do Dia Nacional da Juventude (DNJ) 2012 foi feita a partir do aprofundamento do estudo sobre a realidade juvenil e à luz da Campanha da Fraternidade de 2013, fundamentados no texto bíblico de João 10,10: “Eu vim para que todos tenham vida”.

Trabalhando em unidade com o tema proposto, o Setor Juventude da Arquidiocese organizou um dia repleto de atividades com momentos de oração, pregação, adoração, dança e muita música. Além disso, o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, presidirá a Celebração Eucarística com os jovens às 15h.

— O DNJ será repleto de atividades. Além da programação no palco principal os jovens poderão se divertir muito com os caricaturistas, com a galera do hip hop, do grafite, do malabares, disse Juliana.

Com o intuito de formar e informar a juventude de forma prática na realização de diversas atividades pastorais ou cotidianas, tendo sempre como referência a pessoa e a mensagem de Jesus Cristo, também serão realizadas, durante todo o dia, palestras com os seguintes temas: afetividade e sexualidade (Comunidade Pequeno Rebanho); a juventude quer viver (Pastoral da Juventude); querigma (Ministério Jovem); e aborto (Pró-Vida).

Além das exposições sobre cada tema, o DNJ contará ainda com a participação dos DJs da Cristoteca e as bandas Filhos do Céu, Frutos de Medjugorje e Cristo Redentor, que acompanhará o Padre Omar Raposo em sua apresentação.

— A juventude mundial é a prioridade da Igreja e todos nós estamos voltados para esta realidade. Logo, a preparação da banda Cristo Redentor está sendo intensa nos ensaios, porque sabemos da importância desta missão que é fazer discípulos jovens. O Padre Omar tem se dedicado incansávelmente na divulgação da JMJ Rio2013 no Brasil e no mundo, o que nos honra muito tê-lo cantando conosco para esta galera do DNJ. O convite foi recebido com muito carinho e alegria, pois os jovens são a primavera da Igreja e estamos preparando um show maravilhoso para eles, afirmou o Produtor Musical, Paulo Lima.

Pelo segundo ano consecutivo, a Equipe de Comunicação da PJ (COMPJ) realizará uma cobertura jornalística em tempo real de tudo o que estiver acontecendo no DNJ, possibilitando, assim, que através dos meios de comunicação e das redes sociais não só os jovens, mas pessoas do mundo inteiro possam interagir e participar do evento. Para a Coordenadora da COMPJ, Anna Bayer, é fundamental realizar esse trabalho, acolhendo também todas as pessoas que não poderão estar presentes.

— Creio que a COMPJ será mais uma forma de evangelizar, já que ela levará um pouco do que é o DNJ para os jovens que não poderão estar presentes, além disso, faremos um registro do que está sendo feito, pois com certeza ajudará na divulgação de ações futuras, ressaltou Anna.

Entre os dias 15 e 19 de outubro várias matérias sobre o Dia Nacional da Juventude serão postadas no blog www.pastoraldajuventuderio.blogspot.com. A ocasião também será oportuna para conduzir à reflexão e à evangelização, especialmente por meio do Twitter, Facebook, MSN, Orkut e E-mails. Para a equipe arquidiocesana da Pastoral da Juventude, o tempo é todo voltado para divulgar entre os agentes e os jovens as ações a serem implementadas pelas redes sociais. Uma ampla mobilização está sendo realizada no sentido de divulgar a criação da hashtag especial – #DNJ2012 –, para ser utilizada não só no dia do evento, mas durante toda a semana que o antecede.

Em 2011 o DNJ reunião 6 mil pessoas na Cidade do Samba e a expectativa é que, neste ano, mais de 10 mil jovens participem do encontro no Parque Madureira, que evento está dentro do calendário de preparação para a Jornada Mundial da Juventude Rio 2013.
O DNJ terá início às 9h e a entrada é franca. O Parque Madureira fica na Rua Soares Caldeira, 115 – Madureira. Mais informações através do e-mail pjuventuderio@gmail.com.

Histórico

O ano de 1985 foi decretado pela ONU como o Ano Internacional da Juventude. Como gesto concreto, a Pastoral da Juventude do Brasil assumiu a celebração do Dia Nacional da Juventude. Em 1986 aconteceu o primeiro DNJ e atualmente, este dia é celebrado no último domingo de outubro, sendo que as comemorações podem ser realizadas em outras datas. O DNJ é um evento realizado anualmente, e este dia é marcado por mobilizações de milhares de jovens em todo o país, para celebrar, como Igreja, a vida da juventude.

* Fonte: Portal da Arquidiocese do Rio de Janeiro


quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Dia Nacional da Juventude- Faltam 10 dias!!!

No domingo 21 de outubro, um grande evento movimentará a juventude carioca. A partir das 9 horas será realizado no Parque Madureira, localizado na Rua Soares Caldeira, 115, em frente ao Madureira Shopping, o Dia Nacional da Juventude (DNJ) 2012 que está em sua 27ª edição na cidade do Rio de Janeiro. Este ano o DNJ faz parte das atividades de preparação para a Jornada Mundial da Juventude Rio 2013 é uma iniciativa da Arquidiocese do Rio de Janeiro, organizado pelo Setor Juventude e com a promoção do Comitê Organizador Local (COL) da JMJ Rio 2013.

O ano de 1985 foi decretado pela ONU como o Ano Internacional da Juventude. Como gesto concreto, a Pastoral da Juventude do Brasil assumiu a celebração do Dia Nacional da Juventude. Em 1986 aconteceu o primeiro DNJ e atualmente, este dia é celebrado no último domingo de outubro, sendo que as comemorações podem ser realizadas em outras datas. O DNJ é um evento realizado anualmente, e este dia é marcado por mobilizações de milhares de jovens em todo o país, para celebrar, como Igreja, a vida da juventude.

A cada ano o DNJ é norteado por um tema. Para 2012 foi escolhido o tema "Juventude e Vida" e o lema "Que vida vale a pena ser vivida?", escolhido pelos membros da Coordenação Nacional de Pastoral Juvenil formada por jovens de pastorais, movimentos, congregações e novas comunidades que atuam com a juventude. 

O dia contará com momentos de oração, celebração eucarística presidida por D. Orani Tempesta, muita música e diversão, com caricaturistas, grafite, malabares, hip hop e slackline, instrutor de skate, além de palestras que possuem uma programação durante o evento e também o atendimento social feito pela Ação de Amor do Cristo Redentor, que farão serviços voltados para cuidados gerais de saúde, estímulo a bons hábitos, atividade física, nutrição adequada, dentre outros. Os jovens também encontrarão espaços para aconselhamento, confissões e Adoração Eucarística.

No ano passado mais de 6 mil juntos estiveram presentes no DNJ na Cidade do Samba, este ano a expectativa é trazer 10 mil jovens pra Madureira, pois o evento está dentro do calendário de preparação para a Jornada Mundial da Juventude Rio 2013.

Não perca as atrações desse ano que estão incriveis! Teremos a Banda Filhos do Céu, pregação com Alexandre da Comunidade Pequeno Rebanho, Adoração, Cristoteca, Pe. Omar,Banda Frutos de Medjugorge, alem das tendas com pregaçoes sobre Afetividade e Sexualidade, Querigma, Projeto A Juventude quer viver, discussão sobre a vida e aborto e muito mais!

Jovem, fica a pergunta: Qual vida vale a pena ser vivida? Venha e descubra!

Hoje começa o Ano da Fé

Por Aline Barsan


Nossa Santidade, o Papa Bento XVI, proclama hoje o “Ano da Fé” em procissão composta por 400 bisposem comemoração aos 50 anos de abertura do Concílio Ecumênico Vaticano II, e aniversário de vinte anos da publicação do Catecismo da Igreja Católica, e terminará na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, no dia 24 de novembro de 2013. 

Todos nós, os católicos, devemos participar desse ano com “todo seu coração, com toda sua alma e com todo seu entendimento”  (Mt 22,37). Mas qual é o sentido do Ano da Fé? A fé ainda tem espaço em nossa cultura secularizada? Em um mundo cheio de misérias, fome, guerras, onde Deus parece não ter lugar e nem vez, não seria uma alienação proclamar um Ano da Fé? Para que serve a fé? 

Bento XVI, com muita sabedoria, alerta que muitos cristãos sentem "maior preocupação com as consequências sociais, culturais e políticas da fé do que com a própria fé, considerando esta como um pressuposto óbvio da sua vida diária." (Porta Fidei,2) Diante dos desafios que nos apresentam a sociedade secularizada, nossa primeira reação é lançar-nos a fazer algo. Desejamos, justificadamente, e nos esforçamos, com boas intenções, por unir pessoas, grupos e entidades para combater aquilo que consideramos como nocivo ao cristianismo e à humanidade. 

É na caridade, na alegria, no entusiasmo e na felicidade da vivência de nossa fé que iremos permear o mundo da esperança e do amor cristão. É no respeito, no diálogo aberto, sincero e inteligente que construiremos pontes entre a Fé e o mundo contemporâneo, declara Dom Orani Tempesta, Arcebispo do Rio de Janeiro.

                      

Preparemo-nos, através da oração, da adoração, da eucaristia, da reconciliação e da missão pessoal e comunitária para o Ano da Fé, que coincidirá, para o nosso júbilo, com a preparação e a realização da JMJ Rio 2013!

Texto adaptado: Site Amaivos
Fotos: Site Terra

Liberdade de Expressão - Dom Orani


Até mesmo Direitos Fundamentais devem ser exercidos sem abusos


A Constituição Brasileira declara, no seu artigo primeiro, que nosso País é um Estado Democrático de Direito que tem como fundamentos a soberania,
a cidadania, a dignidade da pessoa humana, os valores do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Estes são os chamados Princípios Fundamentais
de nosso País. Cada uma das expressões mencionadas traduz valores fundamentais, que devem ser compreendidos e respeitados. Por exemplo, a soberania traduz a independência do Brasil, e o fato de que nosso País não se curva à vontade de outras nações. Já a Cidadania, é um atributo que torna uma pessoa apta a
participar da política do País, votando e sendo votado. Somente compreendendo os princípios que orientam nosso Estado poderemos observá-los e respeitá-los adequadamente. Esses Princípios enunciam valores que devem irradiar-se de todos os atos da comunidade brasileira, sendo observados e respeitados por cadacidadão que a forma. Somente assim pode-se alcançar a paz social tão desejada por todos.

Essa mesma Constituição que define Princípios também assegura a todos que aqui vivem certos Direitos Fundamentais, que são, na verdade, os direitos humanos, que protegem as pessoas contra abusos praticados por quem quer que seja. Esses Direitos também devem ser compreendidos, para que possam ser adequadamente exercidos e respeitados.

Um desses Direitos Fundamentais é a Liberdade de Expressão. Trata-se, sem dúvida alguma, de um dos mais importantes, que foi conquistado após muitos anos ao longo da história mundial. A Liberdade de expressão é protegida em todos os países  civilizados nos quais a liberdade impera.

Por outro lado, a Constituição de nossa República, entre os mesmos Direitos Fundamentais, também estabelece ser “inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”. Trata-se de outro Direito Fundamental, tão importante quanto a liberdade de expressão.

Desta forma, não é permitido a ninguém, supostamente em nome da Liberdade de expressão, ferir crenças religiosas, utilizando de forma desrespeitosa símbolos sagrados para milhões de pessoas.

É fácil verificar que mesmo os Direitos Fundamentais são limitados por outros direitos fundamentais. Resta claro que a Liberdade de expressão deve ser exercida de forma responsável, de modo que se respeitem os direitos alheios, porque todo o direito exercido de forma abusiva converte-se em um mal.

Atitudes que, em nome da Liberdade de expressão, excedem os limites morais e éticos geram o caos social, a vingança e o ódio entre as pessoas, ameaçando até mesmo a paz, como se tem assistido em conflitos entre culturas diferenciadas, com reflexos nas comunidades internacionais.

Lamentavelmente têm sido frequentes esses abusos praticados em nome da Liberdade de expressão. Muitas pessoas, em busca desesperada por alguns minutos de exposição na mídia desprezam os direitos alheios e os lançam por terra, enlameando vidas, culturas, valores e até mesmo a fé. Zombam, caricaturam e ridicularizam o que têm de mais sagrado nos corações de outras pessoas, almejando apenas ganhos pessoais. Alguns grupos fundamentalistas destroem verdadeiras obras de arte do passado em razão de suas atuais crenças. Assistimos aqui no Brasil a outros tipos de fundamentalismos. É muito sério o posicionamento desses grupos diante de valores e símbolos que nosso povo venera, e que fazem parte de nossa cultura.

Nosso Estado é laico, não tendo religião oficial ou oficiosa. Mas, como já visto, por ser um Estado Democrático de Direito, o Brasil assegura a liberdade de consciência, a profissão da própria fé, bem como a proteção ao culto e à liturgia, que abrange a proteção dos símbolos que marcam a crença de cada brasileiro. O Estado, ao consagrar em sua Constituição esses Direitos, tem o inafastável dever de protegê-los, assegurando a liberdade religiosa e o devido respeito para com seus símbolos.

Fato notório nestes dias ocorrido em um órgão de imprensa escrita: desrespeitou a fé religiosa e cultural de nossa formação pátria. A pretexto de comentar críticas a fatos ocorridos nos esportes, uma revista publicou o signo sagrado da cruz, que se ergueu soberana sobre o sangue dos mártires, nela substituindo a imagem do Filho de Deus que por nós deu a vida, como Cabeça de todos os mártires - na expressão de Santo Agostinho - pela de um atleta. Repudiamos o ocorrido que gerou dentro de todos os que professam a fé católica uma dor muito grande, ao ver um símbolo nosso profanado dessa forma.

Feriu-se também a mente e o coração de todos os que reconhecem os valores do Evangelho e das pessoas de bom senso e boa vontade. Poderíamos enumerar muitos outros fatos, como fotomontagens, charges ou escritos que têm ferido, última e constantemente, o sentimento cristão de nosso povo. Infelizmente este fato não foi o único que ocorreu nesses últimos tempos, em que também se vê a ridicularização da Palavra de Deus usada como galhofa nas representações cênicas, ou mesmo a tentativa de caracterização negativa da figura de um sacerdote e de outros representantes cristãos ou não.

Foi um longo caminho da humanidade até se chegar a este momento em que se assegura a igualdade de todos e o respeito às divergências. A sociedade não pode se calar diante de tais transgressões abusivas e desrespeitosas que disfarçadas de liberdade de expressão, aviltam o que é mais caro a outras pessoas, apenas para a satisfação de propósitos egoísticos.

Um órgão de imprensa, formador de opiniões através da análise dos fatos, até mesmo quando quer satirizar tem o dever primordial de fazê-lo criteriosamente. Há um provérbio milenar que pode servir como orientação a casos como o que a Revista quer expor, e que diz que “rindo se corrige os costumes”. Há muitos meios de se fazer uma brincadeira, um comentário alegre e até mesmo uma cobrança de atitudes, sem necessidade de ofender a quem quer que seja.

Pelo que se sabe, o responsável pela publicação teria tentado justificar-se nesse caso, dizendo que não tinha intenção de profanar o símbolo cristão. Mas, infelizmente, o fez e a publicação já percorre o País nesta semana, causando mal-estar a todos os que na cruz de Cristo reverenciam o seu amor. A veiculação da imagem não denotou criatividade alguma, e muito menos qualquer ousadia, sendo apenas inadequada, desrespeitosa e ofensiva. Podemos afirmar que não se coaduna com a moral ou com a ética a veiculação de textos ou imagens que agridem e ofendem, com o propósito único de obter promoção.

Nestes tempos em que necessitamos dos valores morais e espirituais para o nosso povo cansado e angustiado por tantos escândalos acontecem esses lamentáveis fatos. A história deverá julgar os caminhos que estão sendo percorridos atualmente em nossa sociedade ocidental. Resta a certeza de contarmos com o apoio da sociedade, que tem compreendido que exemplos de mau jornalismo, que em razão de evidente falta de conteúdo buscam apenas polemizar, ao invés de informar, merecem apenas o esquecimento.

Em Nota Oficial, a nossa Conferência Episcopal (CNBB) pede a conscientização da Comunidade Cristã sobre o fato, a que deve repudiar e denunciar com os ideais evangélicos do respeito aos que erram e prosseguir no seu trabalho de evangelização, para que sejam sempre respeitados os direitos da pessoa e se possa viver na paz.

+ Orani João Tempesta, O. Cist.
Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

5º Retiro da PJ de Jacarepaguá


V Bacaxá - Retiro da Pastoral da Juventude – Vicariato Jacarepaguá

07-09 de Setembro de 2012

Tema: "Sois o rosto jovem da igreja" Bento XVI

Lema: No protagonismo juvenil, buscando ser parecido com Jesus

Iluminação Bíblica: Lc 24,15b " O Próprio Jesus se aproximou, e começou a caminhar com eles"




No dia 7 de setembro, jovens do Vicariato de Jacarepaguá se reúnem em frente a Paróquia São Francisco de Paula para embarcarem juntos na 5ª edição do Retiro da Pastoral da Juventude do Vicariato em Bacaxá (RJ) ou, simplesmente ao V Bacaxá de Jacarepaguá.
Era visível no comportamento de muitos o choque em encontrar realidades tão distintas num mesmo Vicariato; como observa Jéssica D’Avila, umas das assessoras do evento: 

O convívio com outros jovens [...], que possuem realidades tão diferentes é algo que os intimida num primeiro momento. Fora a série de questionamentos que trazem junto consigo, é algo que os aflige e os deixa confusos de como e por onde começar agir”. - Jessica D’Avila
Ao mesmo tempo estimulante, com foi para pjoteira Jéssica Araújo, “ver jovens com os mesmos ideais e buscando a mesma coisa que eu”. Imagino eu ser uma palinha da verdadeira sensação que a juventude carioca sentirá na Jornada Mundial de Juventude de 2013, cuja expectativa é o Rio reunir mais de 2,5 milhões de peregrinos.
“Sois o rosto jovem da Igreja”, diz o nosso Santo Papa Bento XVI aos jovens do mundo. Diante de tais palavras, a PJ de Jacarepaguá (PJ constrói seu quinto retiro em que pudesse desenvolver com os jovens do vicariato um processo de formação integral na fé, ajudando-os a serem “IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS”.

Para tanto, os jovens foram convidados a retomar os caminhos por onde Jesus passou sob luz de três dimensões: Eu comigo; Eu com o outro e Eu com Deus. Cada uma foi apresentada e trabalhada através de palestras, dinâmicas, orações e partilhas, forçando-os a refletirem sobre seu papel como cidadão cristão. Reflexão esta que foi notória na primeira palestra em que voltaram sua atenção a si mesmos, sendo desafiados a por um pouco de si em um punhado de argila:
“A dinâmica da argila. Do moldar, do se construir. Pude refletir bastante sobre.” - Rafael Machado, veterano de outros bacaxás

                    
Os jovens percebem que cada um é o rosto jovem de Cristo e ao mesmo tempo sua história, sua família e amigos, sua vida, sua vida, tudo é uma pequena e quão importante peça de milhares que constitui o mosaico da Igreja Jovem. “Creio que Cristo agiu inteiramente neles, mostrando que a diferença de realidades não é um obstáculo e sim um degrau para o crescimento de cada um!Jéssica D’Avila.  

Jovens voltam para suas casas, sua comunidade certos de seu papel como Igreja Jovem, ansiosos e prontos aplicarem o que aprenderam no V Bacaxá em sua realidade. Como ilustra Jessica Araújo em suas palavras:

“...no próprio grupo nos tomamos uma atitude de assumir realmente e cobrar a cara da juventude católica, e mostrar que eu faço parte de uma sociedade em que não e preciso deixar de ser feliz só porque você tem um ideal diferentes...”

Não apenas o conhecimento ou reconhecimento do seu compromisso, como também a belíssima amizade é outro e valioso presente que o V Bacaxá deixa a esses jovens. Antes completos desconhecidos e em três dias pareciam “amigos de infância”, como apontou brilhantemente Jéssica Araújo ao falar sobre o retiro. E afirma que “foi um dos melhores retiros “ que já fez. Palavras estas que resumem e representam bem o sentimento que todos compartilham sobre esses três dias juntos.

Mal completando um mês de encontro, o grupo já planeja e guarda ansiosos um “Pós-Bacaxá”, um reencontro para reviver o que sentiram lá atrás. Uma prova mais que clara do forte elo envolvendo esses meninos e meninas. Mesmo inseridos em sua realidade, a amizade ainda persiste pelas vias de comunicação, especialmente no Facebook.

O que mais pode ser dito nesse pequeno espaço de página?

“PJ aqui, PJ lá,

PJ em Bacaxá!!!”

Siga-nos!!!