quarta-feira, 26 de março de 2014

Jornada Diocesana da Juventude 2014


Complexo do Alemão sediará procissão e missa de Ramos com jovens cariocas


A juventude do Rio de Janeiro celebrará a Jornada Diocesana da Juventude no Complexo do Alemão. O Setor Juventude da  Arquidiocese está organizando uma procissão seguida de missa, que será realizada no sábado, dia 12 de abril, véspera do Domingo de Ramos. A partir das 14h, os jovens das paróquias, movimentos, novas comunidades, congregações e pastorais da juventude são convidados a se concentrarem na Praça de Inhaúma, em frente à Paróquia São Tiago, zona norte do Rio, para a procissão dos Ramos que vai se dirigir até o Everest Atlético Club, no Complexo do Alemão.
O objetivo é relembrar a Jornada Mundial da Juventude e concretizar o apelo do Papa Francisco de ir ao encontro das “periferias existenciais”. O Setor Juventude pede que os jovens levem seus ramos e que contribuam com 1kg de alimento não perecível para as ações sociais desenvolvidas naquelas comunidades. Durante o itinerário, um trio elétrico animará a juventude e a música ficará por conta do Ministério de música da Comunidade Católica Shalom. 

Após a procissão, o bispo nomeado da Diocese de Valença e referencial para juventude do Regional Leste 1, Dom Nelson Francelino Ferreira, celebrará a Santa Missa. A celebração eucarística será animada pela Banda Linguagem dos Anjos e, em seguida, a cantora Olívia Ferreira fará um show encerrando o dia.
JMJ Rio2013
De acordo com informações do setor juventude, a juventude carioca ainda traz em seu coração as lembranças e marcas da JMJ Rio2013. O grande encontro com o Papa Francisco tocou a muitos, mas a experiência do ano passado não ficou para trás.
A Igreja, em todo mundo, celebra anualmente as Jornadas da Juventude no Domingo de Ramos, em nível diocesano, e a cada três anos aproximadamente, em nível internacional, como o será na Polônia, em 2016. Neste ano o tema escolhido pelo Papa é “Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino do Céu” (Mt 5,3).

Fonte: http://arqrio.org/noticias/detalhes/1804/complexo-do-alemao-sediara-procissao-e-missa-de-ramos-com-jovens-cariocas

Roda de Conversa para Grupos de Jovens

“É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5, 1)






Roda de Conversa para Grupos de Jovens “É para a liberdade que Cristo nos libertou” é um material que está em sintonia com a Igreja do Brasil nessa Campanha da Fraternidade 2014 que tem como centralidade a reflexão sobre o Tráfico de pessoas. É destinado aos jovens nos seus diversos espaços, para que possam dialogar, aprofundar e construir o enfrentamento dessa “chaga” social. É, também, nosso primeiro material elaborado, de vários outros que ainda virão durante esse ano de caminhada: Semana da Cidadania, Semana do Estudante, Dia Nacional da Juventude, entre outros... Esperamos contribuir com o processo dos grupos, na tarefa de sermos juventude organizada em nossa pluralidade brasileira. Somos Bianca, Bruno, Maicon, Thiesco e tantos e tantas que com o coração cheio de amor e simplicidade se colocam a disposição de construir.



Clique aqui para baixar a Roda de conversa.



Autor/Fonte: http://www.pj.org.br/noticias/1784  | Teias da Comunicação

quinta-feira, 20 de março de 2014

FRATERNIDADE E SÃO JOSÉ


        ENCONTRO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE
COMUNIDADE SÃO JOSÉ - VILA MARIA – 18/03/2014
FRATERNIDADE E SÃO JOSÉ
Tema: “ Na mística do cuidado com fé e bondade, queremos ser como São Jose, na busca da fraternidade.”

1.Acolhida:
Introdução: A campanha da Fraternidade reflete sobre o tema:” Fraternidade e trafico Humano. O trafico humano é um crime que atenta contra a dignidade humana, já que explora os filhos de Deus, limita suas liberdades, despreza sua honra, agride seu amor próprio, ameça e subtrai sua vida, quer seja mulher, criança,adolescente,trabalhador e cidadãos que fragilizados por sua condição socioeconômica e por suas escolhas, tornam-se alvo fácil para as ações criminosas de traficantes.
Inspirados por São Jose, queremos ser sinais de vida e cuidado com o próximo. São Jose foi um exemplo de homem de fé, que com todo seu amor e dedicação cuidou de Maria e Jesus. Enfrentou toda repressão daquela época a qual era contrária ao fato de ser acolher uma mulher grávida com um filho que não era seu, Foi corajoso e obediente a Deus ao receber Maria e Jesus, que precisavam de seu apoio e acolhida.
Que a exemplo de José, possamos ter esse coração bondoso e solidário as fragilidades humanas, que possamos na mistica do cuidado, enxergar em todas as vitimas de trafico humano, a presenta do Deus da vida, e lutar pela defesa da dignidade humana e da família.

2. Refrão meditativo:
- Onde Reina o amor, fraterno amor
- Onde Reina o amor, Deus ai está ( Bis)

3. Recordação da Vida:
- Fazer memória a momentos de nossa vida que fomos parecido com José, no cuidado, zelo e preocupação com as pessoas que estavam em situação de abandono e falta de amor.
Refletir: “ Devemos ser como José, levar a luz e amor a aqueles que necessitam de mais vida, ser sinal de cuidado aos que estão em situação de abandono”

4. Canto

 (Vejam, Eu Andei Pelas Vilas)

Vejam: Eu andei pelas vilas, apontei as saídas como o Pai me pediu
Portas eu cheguei para abri-las, eu curei as feridas como nunca se viu.

Refrão- Por onde formos também nós que brilhe a tua luz
Fala, Senhor, na nossa voz, em nossa vida
Nosso caminho então conduz, queremos ser assim
Que o pão da vida nos revigore em nosso "sim"


-Vejam: Fiz de novo a leitura das raízes da vida que meu Pai vê melhor
Luzes acendi com brandura, para a ovelha perdida não medi meu suor
-Vejam: Procurei bem aqueles que ninguém procurava e falei de meu Pai
Pobres, a esperança que é deles eu não quis ver escrava de um poder que retrai
-Vejam: Semeei consciência nos caminhos do povo, pois o Pai quer assim
Tramas, enfrentei prepotência dos que temem o novo, qual perigo sem fim
-Vejam: Eu quebrei as algemas, levantei os caídos, do meu Pai fui as mãos
Laços, recusei os esquemas, Eu não quero oprimidos, quero um povo de irmãos
-Vejam: Procurei ser bem claro; o meu reino é diverso, não precisa de Rei
Tronos, outro jeito mais raro de juntar os dispersos o meu Pai tem por lei
-Vejam: Do meu Pai a vontade eu cumpri passo a passo, foi pra isso que eu vim
Dores, enfrentei a maldade, mesmo frente ao fracasso eu mantive meu "sim"
-Vejam, fui além das fronteiras, espalhei boa-nova: Todos filhos de Deus
Vida, não se deixe nas beiras, quem quiser maior prova venha ser um dos meus


5. Leitura Bíblica:
Mateus 1,18-25
18.Eis como nasceu Jesus Cristo: Maria, sua mãe, estava desposada com José. Antes de coabitarem, aconteceu que ela concebeu por virtude do Espírito Santo.
19.José, seu esposo, que era homem de bem, não querendo difamá-la, resolveu rejeitá-la secretamente.
20.Enquanto assim pensava, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e lhe disse: José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo.
21.Ela dará à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo de seus pecados.
22.Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor falou pelo profeta:
23.Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um filho, que se chamará Emanuel (Is 7, 14), que significa: Deus conosco.
24.Despertando, José fez como o anjo do Senhor lhe havia mandado e recebeu em sua casa sua esposa.
25.E, sem que ele a tivesse conhecido, ela deu à luz o seu filho, que recebeu o nome de Jesus.
- Reflexão/Partilha da Palavra

6. Preces Espontâneas:
- Oh Deus de bondade, pela intercessão de São Jose ajuda-nos, atendei as nossas preces.

7. Canto Final

Simplesmente José (Mensagem Brasil)

Eu tão simples, tão pequeno, um carpinteiro e nada mais.
Mas meu Deus olhou pra mim e me escolheu pra ser pai do Filho Seu.
Eis-me aqui, faça-se em mim o Teu querer,
Sou Teu José, simples José e nada mais.
Eu tão simples, tão pequeno, um carpinteiro e nada mais.
Mas meu Deus olhou pra mim e me escolheu pra ser pai do Filho Seu.
Eis-me aqui, faça-se em mim o Teu querer,
Sou Teu José, simples José e nada mais.
Eu sou escravo de Tua promessa, feito pra amar até o fim.
Eu sou escravo de Tua promessa e sou feliz vivendo assim.
Eu tão simples, tão pequeno, um carpinteiro e nada mais.
Pois sou escravo de Tua promessa, feito pra amar até o fim.
Eu sou escravo de Tua promessa e sou feliz vivendo assim.

8. Benção/ Oração Final
Oração da Campanha da Fraternidade 2014

Ó Deus, sempre ouvis o clamor do vosso povo
e vos compadeceis dos oprimidos e escravizados
fazei que experimentem a libertação da cruz
e a ressurreição de Jesus.
Nós vos pedimos pelos que sofrem
o flagelo do tráfico humano.
Convertei-vos pela força do vosso espírito,
e tornai-nos sensíveis às dores destes nossos irmãos.
Comprometidos na superação deste mal,
vivamos como vossos filhos e filhas,
na liberdade e na paz.
Por Cristo nosso Senhor.
AMÉM!


segunda-feira, 17 de março de 2014

Um Papa a serviço do povo



Jornal do Brasil
*Walmyr Junior

A Igreja celebra um ano do Pontificado do Papa Francisco. Uma enorme alegria toma conta de todo mundo, por entender que esta é a liderança que toda a sociedade admira, ouve, escuta e segue as suas orientações. Podemos facilmente chegar a conclusão que era um pontificado como o de Francisco que estava faltando para erguer a Igreja novamente. 

Com um sorriso cativante, um abraço acolhedor, mas também um pulso forte e de decisões que estremecem a estrutura milenar da Igreja, Francisco se preocupa apenas com o bem do seu rebanho, ou seja, o bem do seu povo. O Papa apresenta uma perspectiva teológica que o Cristo, pobre e humilde, está como modelo central da vivencia da fé. Como ele mesmo disse “Ah, como eu queria uma Igreja pobre e para os pobres!” (Discurso, 16 de março de 2013)

Com um olhar atento e penetrante, Francisco consegue alcançar com suas palavras o mais intimo da nossa alma. Sentir sua calorosa vontade de transformação nos impulsiona a querer sempre mais estar ao lado de Cristo e da sua Igreja, dessa igreja que vem sendo revelada. Ver tamanha humildade só nos mostra que somos iguais. Acredito que é isso que se pode aproximar do que Francisco se esforça a cada dia para nos mostrar:, onde luta para mostrar que não existe diferença entre nós, somos Filhos do mesmo Deus, mesmo sendo ele Papa e eu Leigo. 

Na vigília de oração pela paz, em 07 de setembro de 2013, o Papa usou as seguintes palavras: “Acaso sou o guarda do meu irmão? Sim, tu és o guarda do teu irmão! Ser pessoa significa ser guardas uns dos outros!” Isso só mostra a relevância da cultura do encontro que tanto insiste em seus pronunciamentos. Viver uma fé sem o outro é impossível!

Para Francisco “A fé não é um refúgio para gente sem coragem, mas a dilatação da vida: faz descobrir uma grande chamada – a vocação ao amor – e assegura que este amor é fiável, que vale a pena entregar-se a ele.” (Lumen Fidei)

Durante a Jornada Mundial da Juventude, pude experimentar um pouco do que é esse homem. Um Papa determinado em revelar o amor de Deus, com o empreendimento de difundir a caridade, de espalhar a alegria e difundir os direitos humanos. 

Um Papa que constantemente fala: "Rezai por mim." Só mostra que a sua frágil humanidade é como a minha e de qualquer outra pessoa, limitada e condicionada ás falhas. Mas vejo que um simples inverno pode se tornar caloroso quando temos pessoas que nos levam pra frente da lareira. Vejo que esse tem sido o papel do Papa Francisco, aquecer nossos corações com o amor de Deus e com o fogo da fé, esperança e da caridade. Francisco com seu modelo de pastor, ensina para o clero que os padres não são nobres e os bispos não são príncipes, dando assim o exemplo de que devemos praticar aquilo que se prega, principalmente quando falamos da vida humilde de Jesus Cristo na cidade de Nazaré.

Em seu primeiro ano de pontificado, o Papa Francisco mostra um horizonte profético e utópico para a Igreja, num cenário de conflitos internacionais, com transformações aceleradas e de grandes duvidas sobre o nosso futuro temos pela frente o hoje para viver. A exigência de viver o ‘hoje’ cobra de nós novos caminhos e novas trajetórias, mas embalados pelo carismático pastor que está a serviço do povo vamos andar com fé porque a fé não costuma falhar. 



* Walmyr Júnior Integra a Pastoral da Juventude da Arquidiocese do Rio de Janeiro. É membro do Coletivo de Juventude Negra - Enegrecer. Graduado em História pela PUC-RJ e representou a sociedade civil em encontro com o Papa Francisco no Theatro Municipal, durante a JMJ.

Siga-nos!!!