quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Dom Bosco, o Santo do Sorriso

 


“Um santo triste é um triste santo”. Essa frase se repete nos corredores salesianos, nas obras de Dom Bosco. A vida cristã não deve ser encarada como penosa, cansativa ou entediante. 

Os mais próximos de São João Bosco foram, com o tempo, percebendo que seu sorriso era proporcional aos problemas. Quanto mais dificuldades, mais feliz parecia. Desse comportamento nascem preciosos ensinamentos: é preciso confiar na providência divina; nosso rosto não nos pertence, antes aos outros; não basta amar, é preciso expressar o amor. Quem está ao nosso redor precisa perceber nosso “odor” cristão da caridade.

Dom Bosco exalou fortemente o Cristianismo. Tanto que, quase 80 anos após sua canonização, sua mensagem continua atual. Sua santidade ainda inspira, cativa, ilumina. Há três anos, recebemos na Canção Nova suas relíquias, seu sorriso que desarmou as resistências dos jovens, afastou as desconfianças, atraiu a santidade. 

São João Bosco tinha uma santa “obsessão” por seus jovens. Tinha prometido dedicar cada instante de sua vida a eles. Lutava pelo bem-estar de cada um, por uma vida mais digna, mas, antes de tudo, por sua salvação: “Dai-me almas e ficai com o resto”. 

Essa “gana” por salvar almas levou São João Bosco a dedicar-se também aos novos meios de comunicação, à imprensa. Carisma que alcança ainda hoje a família salesiana. 

Dom Bosco sempre fiel à Igreja, apesar das incompreensões – tentaram até interná-lo num hospício. Contudo, sua perseverança levou a uma adesão ao seu apostolado, a ponto de lhe ser confiado a construção de importantes igrejas. 

Ao final de sua vida, toda gasta como uma vela, João Bosco declarou com humildade: “foi ela quem tudo fez”, numa alusão a Maria Auxiliadora dos Cristãos.

No último dia 21 de janeiro, completaram-se quatro anos em que a Comunidade Canção Nova foi admitida oficialmente pela família salesiana. Isso confirma que seguimos seu modelo de santidade, o modelo da alegria. 

São João Bosco, rogai por nós!

Fonte: http://clube.cancaonova.com/materia_.php?id=13515

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Jovens em oração pelas vitimas de Santa Maria-RS



Hoje, 27 de janeiro de 2013 o Brasil amanheceu de luto e entrará para a história como o dia da tragédia que acabou com a vida de quase 245 jovens na cidade de Santa Maria – RS. Dia este que no Rio de Janeiro seria comemorado a 6ª edição do movimento Folia com Cristo que acontece anualmente dias antes a festa do carnaval. Como já estava na programação da juventude carioca o evento aconteceu, mas não como de costume. De imediato ao acontecido no sul do país, a arquidiocese do Rio de Janeiro publicou uma nota pedindo o cancelamento do evento no que fora proposto inicialmente. Mas mesmo acompanhando pelas redes sociais os jovens abraçaram o momento e decidiram apresentar a cara desta juventude que tem sede do amor de Deus, mostraram que diante das dificuldades, da dor, nós somos Cristãos e estamos aí para rezar e interceder por aqueles familiares que perderam seus entes queridos. Como diz São Paulo aos Coríntios na segunda leitura deste domingo, “vós todos juntos, sois o corpo de Cristo e, individualmente sois membro deste corpo.” De acordo com o Pe. Renato (responsável pelo setor juventude) cerca de 100 mil pessoas estiveram presentes, dentre elas jovens e até mesmo idosos de várias paróquias e até cidades vizinhas, confirmando também que será proposta outra data para festejarmos, o momento é de luto e solidariedade. Com músicas que nos fazem refletir sobre o momento, que tocam o profundo do nosso ser Cristão, a cantora Jake conduziu o trio elétrico com muito louvor e o Pe. Renato o terço da Divina Misericórdia.

Em nota, Jake diz que estava preparada para uma grande festa em preparação a JMJ Rio 2013, mas em comunhão com a Igreja e em solidariedade aos jovens e familiares de Santa Maria (RS) a folia foi transformada em uma tarde de louvor e procissão. Afirma também que D. Orani tomou a decisão correta em não seguir com o evento. “Foi um momento lindo de intercessão pelas famílias e pelas almas, me senti muito gratificada por nós como igreja estarmos em união a este luto que vive nosso país. Pude presenciar milhares de jovens, com o coração contrito, rezando e cantando pelos que sofrem, me senti orgulhosa por ser parte dessa juventude que ensinou para o mundo o que é ser JMJ.”

Na chegada a Catedral, o arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta (OSB) celebrou a Santa Missa em intenção a tragédia juntamente com os milhares de jovens presentes. Dom Orani enfatizou a dedicação de muitos que vieram de longe mesmo sabendo que o evento não seria mais da mesma forma e mesmo assim se fizeram presentes com a mesma alegria no rosto. Pediu também que intercedêssemos pelos nossos irmãos que partiram nesta tragédia e que pudéssemos rezar pelos familiares das vítimas.






      A banda Dominus conduziu a Santa Missa e após cantou algumas músicas pra animar a galera. “Estamos muito tristes com o ocorrido e não podíamos seguir com a folia inicialmente proposta, estamos de luto”, disse o vocalista Leo.

Ficamos então com a mensagem da primeira leitura deste domingo, quando o governador Neemias instruía todo o povo: “Este é um dia consagrado ao Senhor vosso Deus, este dia é santo para nosso Senhor, não fiqueis tristes, nem choreis, por que a alegria do Senhor será a vossa força”. 









Texto: Marcus Vinicius Serapião
Fotos: COMPJ-Rio

domingo, 27 de janeiro de 2013

Semana da Juventude do Vicariato Jacarepaguá! Não perca


 
Todos os anos as atividades da pastoral já Juventude em nossa arquidiocese são abertas pela semana da juventude que ocorre há sete ano em Jacarepaguá. Este evento tem como objetivo a interação entre os jovens do vicariato e promover a formação da juventude. Normalmente o tema da Semana é a Campanha da Fraternidade do ano corrente. Este ano o debate ganha corpo abordando também a JMJ e o Ano da fé.

A ideia principal é fazer com que o jovem pense, repense e ponha em pratica seguindo assim a metodologia de evangelização VER-JULGAR -AGIR

Assim , você jovem pode ser de fato o agente modificador da sua realidade!
E esse ano temos um diferencial : um show de talentos que fechará a semana com direito a júri e premiações!

Se animou? Então participe desta sétima semana da juventude. A programação você encontra no inicio desse texto no cartaz. E você que quer mostrar seus talentos se inscreva já...mande email pra: pjvicariatojpa@gmail.com ate dia 30 e aguarde! Contamos com todos vocês



PJ Vicariato JPA

Nota da PJ Nacional em solidariedade a tragédia ocorrida no RS.

 
Sigamos no compromisso com a vida da juventude!
 
"Bendito seja Deus, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo!
Na sua grande misericórdia ele nos fez renascer pela
ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos,
para uma viva esperança."
(1Pd 1,3)
 
 
 
A Pastoral da Juventude recebe com profunda tristeza e dor a notícia da tragédia que aconteceu nesta madrugada do dia 27 de janeiro em Santa Maria/RS. Tragédia que ceifou a vida de mais de 233 jovens e deixou outros/as tantos/as feridos/as. Projetos de vida e sonhos foram interrompidos abruptamente pela fatalidade e pela falta de cuidado.
            Nossa solidariedade a todos os familiares, amigos/as e conhecidos/as dos/das jovens vítimas dessa terrível tragédia. Choramos juntos/as por tantas vidas interrompidas. Entre as vítimas se encontravam a jovem Maria Mariana Ferreira, do Grupo de Jovens ASPA - Amigos Semeando Paz e Amor, da Paróquia Nossa Senhora de Aparecida – Santa Maria. Unimo-nos à Arquidiocese de Santa Maria, à PJ dessa arquidiocese e à PJ do Rio Grande do Sul para juntos/as nos mobilizarmos no socorro e cuidado com os/as feridos/as e com as famílias dos/as falecidos/as.
            Igualmente manifestamos nossa solidariedade e apoio a todos/as, que doando suas vidas, estão contribuindo no cuidado, no atendimento e no socorro aos/às feridos/as e às famílias dos/as falecidos/as.
            Convocamos toda a sociedade brasileira a ser cuidadora da vida da juventude, promovendo ações pela vida, efetivando políticas públicas de juventude e garantindo os direitos dos/as jovens em nosso país.
Diante da morte não podemos nos calar. Não podemos aceitar que a morte tenha a última palavra. Aprendemos a ter esta postura por meio do seguimento a Jesus Cristo, o Jovem de Nazaré. Que a memória desses jovens falecidos/as e feridos/as nos comprometa sempre mais com a vida da juventude, em especial com os/as que mais sofrem e estão à margem da sociedade. Gastemos nossas vidas no cuidado, no serviço e no amor incondicional à juventude.
Na Páscoa de Cristo temos a certeza que a morte não tem a última palavra, por isso, apesar da dor e da tristeza, sigamos, juntos/as, no compromisso com a vida da juventude.  A Juventude Quer Viver!
 
Coordenação Nacional e Comissão Nacional de Assessores/as
da Pastoral da Juventude

Autor/Fonte: PJ Nacional

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Carnaval é no Folia com Cristo

“Alegrai-vos sempre no Senhor. Repito: alegrai-vos!” (Filipenses 4,4)

Maior bloco de carnaval católico do Brasil, o Folia com Cristo pretende ganhar as ruas do Rio neste domingo (27/01). A concentração terá início às 15h, na Av. Rio Branco, e, em seguida, seguiremos em direção a Cinelândia, no Centro do Rio. São esperados para o evento, cuja a participação é gratuita, 30 mil foliões de Cristo.
O bloco também é conhecido como o bloco da Paz e bloco da Evangelização, já que só são aceitos 3 tipos de excesso: Fé, Alegria e Paz. Nada de drogas e nem bebidas alcoólicas.

A Folia com Cristo é um evento realizado pela Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Este ano, tem como tema a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio 2013, encontro mundial de jovens com o papa Bento XVI que será realizado no Rio de Janeiro em julho de 2013. Será um evento de aquecimento para a JMJ Rio 2013, uma pequena amostra da grande festa de alegria e paz que está sendo preparada para receber as pessoas do mundo inteiro.
A micareta de Jesus surgiu com o objetivo de mostrar uma face alegre da igreja, aproximando a fé da cultura brasileira. E sendo o carnaval a maior festa popular do país, nada melhor do que evangelizar do jeito que o brasileiro gosta. 

A primeira cantora católica de Axé Music do Brasil, Jake, animará os foliões com sucessos como: “Pó pára com pó”, “Pressão” e “Bom é louvar”, além de outras canções no ritmo do axé. A Banda Dominus também será uma das grandes atrações do “Folia com Cristo”. O evento não é apenas para católicos, todos são convidados!

Programação
15h – Abertura
15h10min – Ensaio Flash Mob JMJ Rio2013
15h40min – Apresentador
15h45min – Oração (Palavra do Bispo presente)
15h55min – Apresentador
16h – Show Jake
17h30min – Apresentador
17h40min – Gravação do Flash Mob JMJ Rio2013
18h10min – Apresentador
18h20min – Show da Dominus
19h50min – Apresentador Encerramento




Texto: Carolina Nogueira (COMPJ-Rio)

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Seminário da Campanha Nacional contra a Violência e o Extermínio de Jovens

“Vamos juntos gritar, girar o mundo.
Chega de violência e extermínio de jovens!”

A ciranda pela defesa da vida da juventude teima em dar novos passos. A voz profética de jovens que denunciam a realidade de violência não pára de ecoar. 

É a Campanha Nacional contra a violência e o extermínio de jovens fortalecendo sua ação e avançando para águas mais profundas.
Realizada desde 2009 pelas Pastorais da Juventude, a Campanha levou à sociedade o debate sobre as diversas formas de violência contra a juventude, especialmente o extermínio, bem como ao longo dos anos, pressionou o poder público para o enfrentamento da mortalidade juvenil por meio da garantia dos direitos da juventude. 

Importante também ressaltar o engajamento de diversas organizações (eclesiais e da sociedade civil), assim como de um grande número de grupos juvenis na construção da Campanha até agora. Nessa articulação uma grande parceria sempre foi a Conferência dos/as Religiosos/as do Brasil (CRB Nacional), envolvendo a vida religiosa na pauta sobre a vida da juventude.


Entretanto, a situação de extrema vulnerabilidade e violência ainda está presente na imensa maioria dos jovens brasileiros/as, com ênfase entre a juventude empobrecida. A firme atuação de todos os segmentos da sociedade civil e do poder público para garantir o direito dos jovens à vida digna e ao seu pleno desenvolvimento deve ser cada vez mais fortalecida.


Deste modo, a ação de conscientização e mobilização da Campanha Nacional contra a violência o extermínio de jovens dá novo passo. Para darmos início a esta nova etapa da Campanha, a Pastoral da Juventude (PJ), em parceria com a CRB Nacional, com o apoio da Porticus América Latina e de outras organizações que ainda estão sendo contatadas, realizará, de 3 a 5 de maio de 2013, em Brasília/DF, o Seminário Nacional da Campanha contra a violência e o extermínio de jovens, tendo como objetivo desencadear novas ações articuladas com organizações envolvidas na defesa da vida da juventude. 


É necessário denunciar o avanço da violência epropor saídas para esta realidade como a ampliação dos direitos humanos e valorização dos marcos da cidadania. O engajamento e fortalecimento dos grupos de jovenspara a Campanha Nacional, bem como a capacitação técnica das representações de jovens dos regionais da CNBB, também serão pontos prioritários do Seminário. 


Para saber mais sobre o Seminário Nacional, entre em contato com o jovem Coordenador Nacional da Pastoral da Juventude (CNPJ) e/ou o jovem referência do projeto “A Juventude quer viver” do seu regional.

Acompanhe também pelas redes sociais da PJ o lançamento, quinzenal, de novos temas norteadores da Campanha. Qualquer dúvida entre em contato conosco. O e-mail da secretaria nacional (secretarianacional@pj.org.br) também está disponível para mais informações.




Vamos lá turma! Vamos girar o mundo e continuar afirmando nossa luta pela vida da juventude! A juventude quer viver!

Fonte: Equipe do Projeto Nacional A Juventude Quer Viver!

domingo, 13 de janeiro de 2013

Quem são os verdadeiramente ajudados? SOS Xerem


Pela segunda semana fomos a Xerém , depois da tragédia que ocorreu no inicio do ano. Ir lá está sendo uma experiência única. E não é porque ajudamos de alguma forma, mas por que no final das contas nós é que fomos ajudados a ter a nossa humanidade despertada. Escrevo esse texto como um diário de bordo, de forma pessoal porque não consigo não falar de como foi essa experiência.

Muitas vezes cremos que somos cristãos católicos pq seguimos um Cristo que recebemos na comunhão, mas quantas vezes de fato comungamos com aquele que é nosso irmão? E quantas vezes isso ocorre com o irmão que não conhecemos? E com aquele que precisa?

Ir a Xerém foi perceber que podemos fazer muito mais que aquilo a que nos propomos. É ir de encontro ao próximo, é enfrentar medos como o atravessar áreas onde a água tudo invadiu. É descobrir "talentos" como descascar batatas, mas é acima de tudo, olhar no outro e ver em seus olhos um agradecimento que vc não se sente digno de receber.

Fizemos tão pouco e no entanto esse pouco nos mudou demais. Vimos pessoas na nossa primeira ida desesperadas por ajuda, por água, vimos pessoas que perderam tudo e estavam ali ajudando a tirar a lama da casa das outras. Vimos varias religiões unidas, para separar roupas mas acima disso ouvimos relatos que mudaram com certeza as nossas vidas!

Hoje vimos uma senhora que estava com o pé operado de licença médica e mesmo assim ela estava lá desde a quinta-feira da tragédia, cozinhando para as outras que td perderam. Vimos jovens das bases da região  abrindo mão de suas férias para estar lá ajudando. Ouvimos um senhor que abriu seu bar pra dar água (ele não vendeu), dar água pra gente enquanto andávamos distribuindo doações nas áreas atingidas. Conversamos com pessoas vindas de várias dioceses. Andamos de pick up, na boleia junto com garrafas de água e ração, com máscaras pela quantidade de poeira e lixo orgânico .. vivemos coisas que nunca esperávamos mas o que mais nos marcou foi a solidariedade latente naquele povo que por mais que atingido pela tristeza, se doava por inteiro! 

E vivemos a providência, do alimento que chegava sem esperarmos, das cinco quentinhas divididas entre onze pessoas, das kombis que nos levavam sem nem sabermos pra onde e nos traziam em segurança sem nem pedirmos. Acho que agora, podemos dizer que sentimos na pele o que é ser missionário, o que é olhar pro irmão, sorrir com sua alegria e chorar sua tristeza.

Agradecemos a Deus a oportunidade de ter podido ajudar. E não pq doamos nosso tempo, mas pq recebemos muito mais do que sonhávamos em dar! Recebemos um choque de realidade, recebemos o amor de Deus em estado puro, no amor aos irmãos. Nessas horas entendemos o que é ser cristão e o que é estar na Pastoral da Juventude! 




Que a alegria seja a nossa maneira jovem de testemunhar



Nesta noite de 11 de janeiro de 2013 milhares de jovens abraçaram ainda mais a ideia que iniciou no ano passado e estiveram presentes na Catedral Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro para a primeira Vigília dos jovens adoradores em intenção a Jornada Mundial da Juventude Rio 2013 que acontecerá de 23 a 28 de julho deste ano. Na mesma ocasião acontece também à trezena de São Sebastião, padroeiro da cidade do Rio de Janeiro. A imagem de São Sebastião esteve presente durante toda a Vigília que se encerrou nesta manhã (12).
            Com a palavra inicial nosso pastor arcebispo do Rio de Janeiro, D. Orani João Tempesta (OSB), se fixou na importância de perseveramos na fé através das nossas atitudes no cotidiano, “Que devemos ser como São Sebastião, testemunhas de Jesus Cristo. Mesmo nas dificuldades, com tantos desentendimentos, mortes, devemos concretizar o Evangelho em nossas vidas.” Após a introdução de D. Orani, a comunidade Pequeno Rebanho partilhou com a juventude o “YouCat”. Grande presente do Santo Padre para uma juventude que tem sede de aprender o catecismo da Igreja Católica. Foi partilhado o capítulo terceiro em seu número 113. A grande experiência de fé que os discípulos tiveram após o derramamento do Espírito Santo. É através do Espírito de Deus que os milagres acontecem em nossas vidas.
            Tivemos como celebrante da Eucaristia juntamente com outros sacerdotes o padre Fábio de Melo, que iniciou a Santa Missa com a seguinte frase: “A Eucaristia é a Oração por excelência, nós podemos experimentar Jesus na Eucaristia e a cada Eucaristia damos um passo.” Com suas palavras sábias conquista cada dia mais o coração desta juventude sedenta do amor de Deus. Disse também que “o pior de todos os pecados é aquele que nos priva de amar, quando não amamos quem deveríamos ter amado, quando não perdoamos quem deveríamos ter perdoado”. “Ser Cristão para mim não é um peso, mas sim uma libertação, todos nós temos a lepra, mas temos por desafio diário não nos tornamos leprosos, eu tenho a fraqueza, mas não sou a fraqueza”. (em referência ao Evangelho do dia, a cura de um homem ferido de lepra, Lc 5 12-16).
            Depois da Santa Eucaristia, o Santíssimo foi exposto para Adoração pelo próprio padre Fábio de Melo, aqueles que não puderam estar presentes se fizeram presentes em Oração através das mídias e redes sociais. A WebTV Redentor registrou a marca de mais de cem mil acessos nesta noite de Vigília. Cantores como Ziza Fernandes, Olivia Ferreira e banda Frutos de Medjugorje conduziram os momentos de louvor e Adoração. Como marca da primeira Vigília neste ano de JMJ ficamos com mais uma frase do padre Fábio de Melo durante a Celebração, “quem olha para baixo nunca saberá que pode voar, nunca saberá que pode ir além”. Nós como jovens temos a missão de testemunhar uma conversão autêntica, testemunhar ao mundo o rosto de Jesus Cristo, a alegria de sermos chamados filhos de Deus.
Um dos diferenciais desta vigília foi o olhar social que ficou por conta do incentivo às doações para as vitimas de Xerém, no posto de recolhimento da organização católica Cáritas, apoiada pela Pastoral da Juventude. Foram arrecadadas cerca de 60 litros de água, por volta de 80 kgs em alimentos além de diversos materiais de limpeza, higiene pessoal e roupas. Neste gesto de solidariedade, pode-se comprovar que a juventude que espera ansiosa pela vinda do Papa Bento XVI vai ao encontro daquele que realmente precisa.







Texto: Marcus Vinicius Serapião (COMPJ-Rio)
Fotos: Érica Luz e Walmir Júnior (COMPJ-Rio)

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Campanha de Emergência para desabrigados


A Cáritas da Arquidiocese do Rio de Janeiro, em sua Campanha de Emergência, está recebendo doações para os desabrigados, vítimas das chuvas na Baixada. Em menos de 24h, o temporal já causou muitos transtornos à população.
As fortes chuvas começaram por volta das 2h da madrugada desta quinta-feira, 3 de janeiro, em Xerém, distrito de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, provocando uma morte. A chuva levou muita destruição e deixou centenas de pessoas desabrigadas. Rios e córregos da região subiram rapidamente, moradores deixaram as casas praticamente só com a roupa do corpo. A força da correnteza arrastou casas inteiras, deixou carros empilhados e destruiu quatro pontes.
O Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, lamentou a tragédia e enfatizou a campanha para ajudar as vítimas das chuvas:

- Todo ano, nesse mês de janeiro, nós vemos que as chuvas se intensificam e nós sabemos dessa realidade urbana aqui em nossa região do Rio de Janeiro, que sofre com relação às chuvas, ao deslizamento, a inundações... famílias perdem seus bens, perdem suas casas, algumas pessoas perdem também a vida. (...) A arquidiocese do Rio de Janeiro através da Cáritas Arquidiocesana está fazendo sua arrecadação tanto de dinheiro, como de alimentos, água e algumas coisas necessárias para as pessoas, para enviarmos através das Cáritas também dessas cidades e Dioceses, para as pessoas que mais necessitam. É um jeito de nós encontrarmos Cristo na pessoa do outro, afirmou.
Há previsão de mais chuva forte para as próximas horas em Teresópolis, na Região Serrana Fluminense, e as equipes da Defesa Civil do município estão em regime de alerta. O órgão informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que a chuva levou ao acionamento das sirenes do sistema de alerta em cinco comunidades localizadas em áreas de risco: até o momento, 206 pessoas foram encaminhadas para pontos de apoio, como medida preventiva.
Dom Orani lembrou ainda que o tema da Trezena de São Sebastião é uma motivação para a solidariedade neste momento:

- Nós vamos iniciar essa jornada toda com relação à Trezena de São Sebastião, mas desde já, as pessoas podem fazer suas doações em dinheiro para a Cáritas Metropolitana do Rio de Janeiro, para que possamos enviar para as Dioceses que estão precisando da nossa ajuda. É um jeito também de nós encontrarmos no outro, aquele irmão, já que o tema desse ano da Trezena de São Sebastião é: “São Sebastião, nosso irmão, acolhei-o”. Que possamos acolher também esses nossos irmãos que passam por necessidade nesse momento. Que a nossa fé em São Sebastião possa ser uma motivação de angariar fundos, bens e meios para enviarmos para os locais, cidades e regiões atingidas, destacou.

Para auxiliar à campanha em prol desses irmãos, as doações de roupas, calçados e alimentos podem ser feitas na Rua dos Arcos, 54, Catedral, subsolo, onde funciona a Cáritas. A ajuda também pode ser realizada através de depósito: Banco Bradesco: conta corrente 48500-4, agência 0814 –1, em nome de Cáritas Emergência. Banco do Brasil: conta corrente 3000-4, agência 3114-3, em nome de Cáritas.

*Fonte e fotos: Arquidiocese Rio

Siga-nos!!!