domingo, 8 de abril de 2012

Mensagem de Dom Orani Tempesta para a Páscoa



Páscoa é Vida


A celebração da Páscoa renova a vida de todos nós! Após o tempo da Quaresma, quando vivenciamos a necessidade de conversão, a mudança de vida, a penitência e a procura por caminhar no deserto para renovar o nosso encontro com o Senhor, na Aliança e no Batismo, chegamos à Páscoa. Sob a lua cheia desse tempo outonal em nosso hemisfério, nós olhamos a força da semente que brota na terra e admiramos como, após as primeiras chuvas mansas, aquilo que parecia morto renasce!

A celebração da Páscoa foi, no passado, para o povo do Antigo Testamento, a certeza de que mesmo quando parecia impossível uma solução para a escravidão o Senhor liberta o seu povo. Essa experiência foi renovada em outras situações, em especial no retorno do exílio. Sempre foi uma oportunidade de sentar à mesa para tornar presente a vida, a libertação, o poder do Senhor que traz a vida para o seu povo.

Jesus Cristo, o Filho de Deus, foi morto, sepultado! Diante da pedra que cobria o túmulo parecia que tudo tinha terminado. Até mesmo os discípulos de Emaús estavam voltando para casa, desanimados, após os acontecimentos em Jerusalém.

No entanto, uma notícia percorre a região: a pedra fora removida e o túmulo foi encontrado vazio! Mais ainda: os seus discípulos O encontraram ressuscitado em vários momentos e circunstâncias.

De maneira especial começaram a celebrar a Sua presença a cada primeiro dia da semana, no Domingo, que passou a ser o “Dia do Senhor”, o dia em que os que creem em Cristo celebram a Sua vitória sobre a morte. Essa vitória é a certeza de que o pecado foi vencido e de que nós podemos, com Cristo, termos uma nova vida.

Também hoje nós ouvimos muitas notícias que podem nos desanimar, achando que não temos soluções para a sociedade: violências, mortes, rancores, guerras, corrupção, perseguição aos cristãos, traições, maldades as mais diversas, quando parece não termos mais liberdade em crer, em proclamar a boa notícia às pessoas, ou mesmo nos manifestarmos sobre os valores que cremos. Junto a isso, as antigas situações sempre retornam com os desastres devido a chuvas, guerras por questões econômicas ou ideológicas, a dependência química com a escravidão e a violência, desentendimento entre as pessoas estressadas pelos problemas diários, a incompreensão entre as pessoas e, para muitos, a falta de sentido para a vida!

Num tempo em que a vida tem sido desvalorizada em tantas circunstâncias, cabe a nós fazer a nossa parte, tentando preservar o valor do ser humano para o futuro. Em alguns países, as perseguições queimam igrejas, expulsam e matam os cristãos ainda hoje, numa época em que se imaginava que a humanidade já teria aprendido a viver em paz com as diferenças. Em outros lugares a perseguição é mais sutil e vem por leis, decisões várias, investigações teleguiadas, difamações por vários meios antigos e novos, querendo desacreditar a Igreja em sua missão. Mas experimentamos, também dentro de casa, muitas situações de divisões e de falta de unidade que nos fragilizam e não nos deixam caminhar livremente na missão.

Temos uma missão importantíssima, à qual não podemos renunciar, com pena de sermos omissos com a nossa obrigação de partilhar com as pessoas a experiência que temos. O mundo novo que todos querem construir, e muitas vezes o fazem de maneira errônea, é possível! Com Cristo, nós experimentamos que, mesmo perseguidos e humilhados, temos um anúncio capaz de transformar a sociedade naquilo que todos os corações anseiam. Muitos não aceitam a fé e nem a Cristo, mas aquilo que Ele anuncia e de quem nós somos testemunhas é o que as pessoas buscam até mesmo sem saber.

O que leva o homem a ser feliz? O que leva a pessoa humana a ser realmente humana? O que pode fazer este mundo ser mais justo e fraterno? Apesar de parecer que chegamos ao final de uma estrada sem saída para esse mundo, nós temos uma notícia que irrompe do sepulcro vazio de Cristo e perpassa os corações que creem, e, através dos cristãos, chega a toda a humanidade: esse mundo novo é possível! Cristo venceu o pecado e a morte, venceu o egoísmo e a ganância, venceu o mal! Os cristãos são testemunhas dessa vida nova que dá esperança a essa sociedade que muitas vezes tem sido levada pelas propagandas contrárias à vida. Ao mesmo tempo em que se critica a corrupção, se continua a propagar os contra- valores na sociedade, o que a leva a viver um círculo vicioso.

Chegamos a um tempo em que o futuro vai sendo decidido pelas nossas opções. Eis a Páscoa que nos anuncia que não precisamos ter medo de Cristo! Ele é o que anuncia para todos a verdadeira vida, que, no profundo do coração, todos buscam. Trabalhemos por esse mundo novo e sejamos testemunhas da ressurreição! Entremos com o coração generoso para viver a Páscoa do Senhor e sejamos construtores, com Cristo, de um mundo novo.

Feliz e Santa Páscoa a todos!



Fonte: Arquidiocese do Rio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos!!!