sábado, 10 de agosto de 2013

É Tempo de celebrar,fazendo memória, continuando a sonhar...






"Feliz de quem atravessa a vida inteira tendo mil razoes pra viver" Dom Helder


    Em tempo de celebração pelos 40 anos da Pastoral da Juventude, meu coração se enche de alegria em poder dizer que faço parte dessa historia e ainda posso contribuir para a continuação dela. Ter um coração pjoteiro é mais que o serviço a Igreja com o protagonismo juvenil, mas e´também a oferta de vida na construção da Civilização do amor. E fazer memoria dessa historia de lutas e sonhos, trevas e luz, amor e vida,de pessoas que se doaram pela causa do Reino, que transformaram a historia,é fortalecer a certeza de que somos Igreja jovem, e lutamos juntos por um outro mundo possível através de nossa ações pastorais e socais em favor da vida da Juventude. Levando acima de tudo o exemplo do Cristo e buscando vivenciar como Ele, nesse mundo sedento de amor e justiça.

    Nesse sentido de celebrar e demonstrar nosso desejo pela vida da juventude, aconteceu na semana da Jornada Mundial da Juventude de 22 a 26 de julho, a Tenda das Juventudes, organizado pela Pastoral da Juventude Nacional, em parceria com a Cáritas Brasileira, Pastoral da Juventude (PJ), Juventude Franciscana (Jufra), Centro de Formação, Assessoria e Pesquisa em Juventude (Cajueiro), Rede Ecumênica da Juventude (Reju), Irmandade dos Mártires da Caminhada e Setor Pastoral da PUC/RJ, na Paroquia Santa Bernadete, em Higienópolis.

    O tema central foi "A Juventude quer viver", foram pautados temas nas mesas como "Justiça e Transição, Memória e Compromisso", "a juventude quer viver", "Juventude e solidariedade", "Civilização do amor", dentre outros. Em todos foram focados a defesa da vida da juventude.Dentre os convidados das mesas, tivemos Frei Beto e Dom Eduardo Pinheiro, Bispo referencial da Juventude da CNBB.

    Foi uma semana repleta de debates e trocas de experiencias entre os Pjoteiros do Brasll inteiro e alguns de países da America latina. Todos com o mesmo senho de um mundo melhor através da promoção da dignidade humana.Teve também um ambiente de celebração e oração, o "Santuário dos Mártires , onde os jovens puderam relembrar a vida de tantos mártires que doaram suas vidas pelo anuncio de Jesus, e por lutarem por amor e justiça.
    Na quinta feira, na visita do Papa a comunidade da Varginha, os Pjoteiros tiveram um grande presente, a comissão organizadora da Tendas das Juventudes Thiesco, Aline Muniz, Aline Barbosa,Edgar,Joaquim, Gabriel e Bruno, tiveram o privilegio de entregar ao santo Padre, um kit dos 40 anos da Pj, e 3 anéis de tucum, simbolizando a nossa comunhão com Igreja e responsabilidade com a missão. "Foi um momento inesquecível em que pude olhar bem nos olhos de Francisco, e entregar o anel de tucum que simboliza a igreja dos pobres, a que tanto ele menciona em seus discursos. E ele muito solicito quando se aproximou de nos, nos ouviu atento e recebeu com muita alegria os presentes e a bandeira da Pj. Logo, logo foi compartilhado nas mídias sociais por diversos pjoteiros a linda imagem do Papa sorrindo com a bandeira, que para nos representa o amor e confiança da Igreja na juventude que assume a causa do Reino". Disse Aline Barbosa,coordenadora arquidiocesana da Pj Rio.

    O evento encerrou com um ato simbólico e marcante no dia 26 de julho, com a marcha das Juventudes em Copacabana, onde reuniu cerca de 5000 jovens da Pj e demais grupos parceiros, a maior parte vestido com a camisa da campanha " contra a violência e extermínio de jovens", com bandeiras da Pj, e cartazes com mensagens de desejo por uma sociedade mais justa, por um basta de violência de jovens.

    “Nossa pauta é a defesa da vida das juventudes. Na marcha daremos dois gritos: um contra a redução da maioridade penal, e outro contra o extermínio dos jovens”, salientou Thiesco Crisóstomo, secretário nacional da Pastoral da Juventude (PJ).

    A marcha foi indo em direção aonde seria a Via Sacra com o Papa, mostrando que todo caminho de dor e sofrimento de Cristo, relembra os caminhos de morte de tantos jovens de nosso mundo. Foi bonito de ver a juventude unida clamando por um mundo de paz, com suas canções de amor e de liberdade em Cristo Jesus. 


    A "Tenda das Juventudes", foi um evento diferenciado de todos os outros realizados na Jmj, o qual chamou atenção de todos nós cristãos católicos para a grande missão da Igreja, de olhar sempre para os pobres, excluídos marginalizados, de luta constante em defesa da vida, e no caso da Pastoral da Juventude, na defesa da vida da juventude. E continuamos a historia, fazendo memoria de quem fez, lutou e sonhou, e continuamos a sonhar e a construir, em nome Daquele que primeiro nos amou!!

    " Eu quero uma Igreja pobre para os pobres.." Papa Francisco








Texto: Aline Barbosa (Coordenadora da PJ na Arquidiocese do Rio de Janeiro)






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos!!!