sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Uma rede de proteção para o cuidado com os jovens

O II Fórum da Juventude e Pastorais Afins aconteceu no dia 21 de setembro, no Edifício João Paulo II, na Glória, com o objetivo de traçar estratégias para o cuidado amplo com os jovens em situação de risco. O encontro, presidido pelo Arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, reuniu representantes da Pastoral do Menor, da Pastoral da Juventude, da Pastoral da Educação, do Banco da Providência e do CEAT – Centro de Atendimento ao Trabalhador.

Durante o encontro foi destacada a importância da assistência religiosa, social e familiar, para o atendimento integral do jovem e para prevenir a violência.

— Esse trabalho é um sonho antigo da Arquidiocese, que começa a acontecer. Já estamos no segundo fórum e até o final do ano teremos vários encaminhamentos dos projetos pilotos que estão acontecendo, afirmou Dom Orani.

Os participantes também destacaram que é preciso que o apoio espiritual oferecido nas instituições continue quando os menores forem liberados para voltar para as comunidades, para que eles não cometam novas infrações. A união de forças, especialmente da pastoral da juventude e da pastoral do menor, além do acolhimento dos jovens e das famílias nas paróquias, também foram consideradas essenciais.

Na próxima segunda-feira, dia 26 de setembro, às 14h, o grupo vai realizar uma oficina para montar uma rotina de trabalho para que os menores sejam resgatados e não voltem a cometer infrações. E, no dia 29 de novembro, às 14h, acontecerá o III Fórum. Os encontros também devem contar com a participação de representantes de outras comunidades e instituições religiosas ligadas à juventude ou que realizem um trabalho social, para que também façam parte da pastoral de conjunto em prol dos jovens.

Para o assistente eclesiástico da Comissão Arquidiocesana de Assistência Religiosa ao Adolescente Privado de Liberdade, Padre Geovane Ferreira Silva, a união de forças é fundamental para o resgate dos jovens. Ele também comemorou o crescimento do trabalho e destacou que o encontro está gerando bons frutos.

— Começamos o I Fórum com 15 pessoas e hoje nós temos mais de 30. Isto significa que as pastorais estão se unindo e se aproximando para fazer o trabalho crescer, para que os jovens possam aproveitar a juventude e construir um mundo novo, comemorou.

Pastorais estarão presentes na Feira da Providência

As pastorais ligadas à juventude também terão um grande estande na Feira da Providência deste ano, que acontecerá entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro, no Riocentro. O evento da Arquidiocese do Rio, que acontece desde 1961, está em sua 51º edição e tem por objetivo arrecadar recursos financeiros para o desenvolvimento de projetos sociais do Banco da Providência, que foi criado, em 1959, por Dom Hélder Câmara.

Cláudia Brito


* Fonte: www.arquidiocese.org.br
* Fotos: Cláudia Brito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos!!!