sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Acolhida e interatividade são destaques na JMJ

Oração, interação tecnológica e voluntariado foram as grandes marcas da Vigília JMJ Rio. O evento, que aconteceu entre os dias 20 e 21 de agosto, no Maracanãzinho, foi considerado um grande impulso para a realização da próxima Jornada em 2013. Segundo a assistente social e coordenadora do trabalho voluntário do encontro, Silvia Helena Gonzaga, a grande receptividade dos voluntários é uma demonstração do grande potencial humano que a Igreja possui.

- Acreditamos que isso é só o começo do que nós vamos ver na preparação para a nossa Jornada em 2013. Temos uma juventude com garra, força e empenho. Fiquei muito emocionada em ver a forma como os jovens se comprometeram com os trabalhos da vigília. Nós fizemos uma chamada geral, pelas redes sociais, pelos movimentos e pastorais, e eles responderam com muito carinho e responsabilidade, comemorou Silvia.

Nas mensagens que a Arquidiocese recebeu, com elogios à iniciativa pioneira, o “clima de acolhimento” foi destacado.

- As pessoas se sentiram bem recebidas. A Igreja no Rio se fez presente na figura de cada pessoa que trabalhou na acolhida dos irmãos. A determinação dos voluntários chamou muito a nossa atenção, porque muitos vieram de lugares longínquos, em uma noite fria, com chuva. Não mediram esforços, vieram de todos os vicariatos, chegaram cedo, por volta das 18h (dia 20), ficaram acordados a noite toda, ninguém desanimou. Todos foram até o fim. Às 8h (dia 21), no momento da despedida, o entusiasmo de todos mexia com a gente. E isso foi a marca da vigília, afirmou a assistente social.

Cerca de 90% da equipe de apoio foi formada por voluntários

- O retorno das pessoas está sendo muito positivo. Recebemos inúmeros e-mails de apoio para a realização de outros eventos. A participação de todos foi muito bacana, não percebemos as pessoas cansadas, todos estavam muito participativos. Os jovens partilharam que sentiram uma grande espiritualidade e que gostaram muito da maneira como a programação foi desenvolvida, revelou o analista de planejamento João Mariano, que fez parte da comissão organizadora da Vigília.

O organizador da Vigília JMJ Rio, Padre Omar Raposo, também destacou a participação de todos e o uso das novas tecnologias para o sucesso do evento.

- Acho que ninguém dormiu naquela noite. Essa interação provocada pelas novas tecnologias mostra que, de fato, quando bem utilizados, esses recursos podem agregar valores substanciais e permanentes. Nós queremos aprofundar o uso dessas técnicas, migrando sempre do amadorismo para o profissional, para que esses recursos sejam utilizados na sua totalidade, afirmou Padre Omar Raposo.

De acordo com o relatório apresentado pela WebTV Redentor, foi identificado um aumento de 56% de acessos no site, sendo 83,37% do Brasil e o restante de 14 países, no período de 13 a 23 de agosto.

- A nossa jornada mundial já começou muito bem, porque a vigília foi um marco. Tivemos 300 mil visitas nas 19 matérias produzidas diretamente de Madri e também nos vídeos existentes no site. Além disso, no player que foi disponibilizado para a transmissão da vigília ‘ao vivo’, nos dias 20 e 21, nós tivemos 34.456 acessos únicos, celebrou João.

Cláudia Brito
*Foto: Arquivo

*Fonte: www.arquidiocese.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos!!!